FUNDADO EM 05 DE OUTUBRO DE 1922





DIRETR
EDUARDO COSTA


6-6-2017, PINDELO
> Na mira da associação está o lançamento de um CD
CONTRADICORDES ESPALHA MÚSICA HÁ 14 ANOS

O grupo Contradicordes leva a música tradicional um pouco por todo o país e até ao estrangeiro há 14 anos. Em crescimento e com projetos ambiciosos na mira, no próximo ano, o grupo da Associação Música Acordes e Tradições vai lançar um CD e participar num festival em Itália.


O grupo Contradicordes nasceu há 14 anos, com o nome Contradições, e tem vindo a ganhar relevo de ano para ano. O presidente, João Magano, considera que a maior força da coletividade é a capacidade de trabalhar em colaboração: “Somos muito bons a fazer parcerias, nunca pedimos apoio monetários porque trabalhamos bem com parcerias”.

Com uma boa capacidade de se regenerar, o grupo está sempre a acolher novos membros, que oscilam entre os 13 e os 23 elementos, e dedica-se, sobretudo, a espalhar a música, dentro e fora de portas, muitas vezes de forma gratuita. “A maioria do que fazemos dentro do concelho, e às vezes também fora, é a título gratuito, porque achamos que devemos dar um pouco do nosso tempo a quem precisa”, aponta João Magano, enumerando como habituais as visitas a várias instituições de cariz social, como a Santa Casa da Misericórdia e a Cerciaz.

A Associação Música, Acordes e Tradições constituiu-se em 2013 para fazer crescer o grupo Contradicordes, que necessita agora de uma casa onde se instalar. “O grupo cresceu tão rapidamente e a procura foi tanta que não deu para fazermos outras coisas de base, como arranjar uma sede”, constata.

A Associação Música, Acordes e Tradições tem ainda no horizonte outros projetos. “Para o ano vamos lançar o primeiro CD referente aos aspetos tradicionais das freguesias e não só, envolve também Oliveira de Azeméis e outras surpresas”, revela João Magano. Itália é também um destino confirmado para o grupo Contradicordes em 2018, que marca presença num festival.

Olhando para as parcerias como uma potencialidade, João Magano pede mais união entre as coletividades de Pindelo: “Juntos somos mais fortes, portanto devemos unir forças e trabalhar em prol da freguesia”.

Filipa Gomes



 




OUTRAS
PINDELO
5-9-2017»  MANUEL REBELO PRETENDE "RENOVAR O ORGULHO DE PINDELO"
25-7-2017»  COSTUMES ANTIGOS CONTINUAM A SER RECRIADOS
20-6-2017»  TRADIÇÃO COM 522 ANOS AINDA DURA
6-6-2017»  VICENTINOS ESTENDEM A MÃO A QUEM MAIS PRECISA
6-6-2017»  “A NOSSA MISSÃO É PRESERVAR O FOLCLORE”
6-6-2017»  “TEM SIDO UMA CAMINHADA BRILHANTE”
6-6-2017»  “DEVEMOS LUTAR PELA NOSSA ESCOLA”
6-6-2017»  “VAMOS CONTINUAR A MANTER A TRADIÇÃO”
6-6-2017»  JOVENS PRESERVAM FESTAS MAIS ANTIGAS DO CONCELHO
6-6-2017»  “TODA GENTE EM PINDELO GOSTA DO CARNAVAL”



PESQUISA




Estatuto Editorial O Correio de Azeméis, no cumprimento duma obrigação legal, renova o conteúdo do seu Estatuto Editorial, na mesma linha que orientou as décadas que leva de publicação ininterrupta, de colocar os verdadeiros interesses do con­celho de Oliveira de Azeméis como sua prioridade inquestionável, não se misturando com os interesses de grupos, nomeadamente políticos. O Correio de Azeméis renova o com­promisso de respeitar os princípios deontológicos da imprensa e a ética profissional, de modo a não poder prosseguir apenas fins comerciais, nem abusar da boa fé dos leitores, encobrindo ou detur­pando a informação.




REDACÃO:
Edifício Rainha, 8º Piso
3720-232 Oliveira de Azeméis


CONTACTOS:
Telf: 256 04 98 90 * Fax: 256 04 62 63
Tlm: 939628533


Horário Atendimento: 2ª a 6ª - 9:00h / 18:00h
email: geral@correiodeazemeis.pt


Todos os direitos reservados, 2017