FUNDADO EM 05 DE OUTUBRO DE 1922

DIRETOR
ANTÓNIO MAGALHÃES

SUB DIRETOR
EDUARDO COSTA


11-10-2016, UL
> Em dia de aniversário, o dirigente lançou um desafio à autarquia
“Vinte e oito ano de ‘Cravos e Rosas’

O Rancho Folclórico ‘Cravos e Rosas’ de Santa Maria de Ul completou o seu 28º aniversário, tendo aproveitado a efeméride para a realização do seu convívio anual, num dia marcado por um desafio.


Ruben Tavares

O Rancho Folclórico ‘Cravos e Rosas’ de Santa Maria de Ul completou o seu 28º aniversário, tendo aproveitado a efeméride para a realização do seu convívio anual, num dia marcado por um desafio.

O dia de convívio decorreu na sede do grupo folclórico, a escola de Adães, na freguesia de Ul. No período vespertino, aquando do momento do corte do bolo de aniversário, sucederam-se discursos de diversas personalidades, primeiramente o do presidente do ‘Cravos e Rosas’, Evaristo Tavares. “Vinte e oito anos não são 28 dias. Suportei e suporto uma grande carga nos meus ombros, mas, se fosse fácil, o grupo não teria chegado aqui”, afirmou, sem deixar de lançar um “repto” à Câmara Municipal: “Oliveira de Azeméis está vazia à semana. Só enche com um artista de cartaz. Já que atuamos fora, porque não atuamos aqui?”

Já o presidente da Federação das Associações do Município de Oliveira de Azeméis (FAMOA), António Grifo, aproveitou a deixa: “Os meus parabéns por estes 28 anos na defesa da tradição musical e cultural portuguesa. E porque não, se já se fez este ano o encontro de todas as bandas de música do concelho, acontecer o mesmo com os grupos folclóricos?”.

A pergunta-desafio deixada no ar arrancou fortes palmas da plateia, na maioria de membros do grupo etnográfico.

Palmas essas que subiram de tom assim que as palavras “desafio aceite” saíram da boca de Isidro Figueiredo. Ainda que considere a “missão difícil”, o vereador garantiu: “comprometemo-nos a dialogar com os presidentes das associações de ranchos folclóricos e averiguar essa possibilidade”.

Isidro Figueiredo referiu-se igualmente às iminentes obras na sede: “o espaço precisa de ser adaptado aos novos desafios. A câmara contribuirá, pelo menos, com a comparticipação nacional, isso é ponto assente”.

“Família” foi, por sua vez, a tónica do discurso do presidente da União de Freguesias de Oliveira de Azeméis, Santiago de Riba-Ul, Ul, Madaíl e Macinhata da Seixa, Carlos Silva, “Vocês personificam de uma forma diferente. Aqui sente-se uma afabilidade e emotividade fora do normal”, considerou o autarca.


 




OUTRAS
UL
19-4-2017»  Realizou-se, no dia 08 de abril, nas instalações do Grupo Folclórico ‘As Padeirinhas de Ul’, o terceiro Torneio de Sueca.
19-4-2017»  Escola de Artesanato ensina há um ano
6-1-2017»  Assalto ‘rendeu’ mais de 10 milhões
4-1-2017»  Grupo suspeito de assalto na casa de António Rodrigues foi detido
3-1-2017»  Assalto à mansão do comendador António Rodrigues ‘rendeu’ mais de 10 milhões
11-10-2016»  Cerveja Deusa há um ano no mercado
27-9-2016»  Escavações desvendam ocupação do território oliveirense
6-9-2016»  Festival de Folclore mantém tradições
2-8-2016»  ‘Vamos ajudar o Rodrigo!’
2-8-2016»  Ul e Loureiro com novo pároco



PESQUISA





REDACÃO:
Edifício Rainha, 8º Piso
3720-232 Oliveira de Azeméis


CONTACTOS:
Telf: 256 04 98 90 * Fax: 256 04 62 63
Tlm: 939628533


Horário Atendimento: 2ª a 6ª - 9:00h / 18:00h
email: geral@correiodeazemeis.pt


Todos os direitos reservados, 2017