FUNDADO EM 05 DE OUTUBRO DE 1922

DIRETOR
ANTÓNIO MAGALHÃES

SUB DIRETOR
EDUARDO COSTA


11-4-2017, S. TIAGO DE RIBA-UL
> Banda de Música de Santiago de Riba-Ul tem quase três séculos de existência
Banda secular para “acarinhar e preservar”

Expoente cultural de Santiago de Riba-Ul, a Banda de Música prossegue o seu caminho na formação de jovens talentos. Há oito anos como presidente da coletividade, Júlia Coelho destaca a conquista da nova sede, em 2015, que permitiu aumentar para 62 o número de músicos efetivos.


Filipa Gomes

Com quase três séculos de existência, a Banda de Música de Santiago de Riba-Ul continua a dar cartas no mundo artístico. Entre as recentes conquistas está a mudança para novas instalações, explica a presidente, Júlia Coelho, um “sonho cumprido” que permitiu aumentar as fileiras da banda. “As novas instalações, cedidas pela Junta da União de Freguesias, eram um desejo de há muitos anos. A antiga sede era muito pequena e quase não conseguíamos ter lá os 48 músicos. Agora o espaço é muito maior e melhor e já temos 62 músicos efetivos”, realça.

A nova casa da coletividade proporciona melhores condições, mas há ainda muito a fazer, ressalva a responsável, já que ainda há aulas que decorrem no ATL e na antiga sede. Falta, segundo q presidente, requalificar a parte de cima do edifício para que toda a banda se congregue no mesmo espaço. Quanto às antigas instalações, Júlia Coelho adianta a ambição de aí se criar um museu da banda de música, que conta já com um espólio de instrumentos que foram sobrevivendo ao longo dos anos.

O novo fardamento, financiado quase na totalidade pela Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis e estreado no passado dia 25 de março, é outro marco de destaque para a dirigente. “A nossa farda antiga tinha mais de 20 anos. É engraçado que os executantes dizem que se sentem mais leves com a nova farda, tiraram-lhe quilos de cima”, denota.

Há oito anos ao leme da coletividade, Júlia Coelho sente que a Banda de Música de Santiago de Riba-Ul tem ultrapassado as dificuldades graças aos membros que a compõem e apoiam, encarando o futuro com otimismo. “A Banda de Música vai continuar, tem pessoas muito interessadas que dão a camisola pela banda e que estão sempre a inovar”, revela a dirigente, que salienta a aposta nas plataformas digitais como fundamental para aproximar os sócios (atualmente são 500) da coletividade.

No futuro, a responsável gostaria que mais pessoas se envolvessem com aquela que é a banda e a associação mais antiga de Portugal em atividade. “A Banda de Música de Santiago de Riba-Ul deve ser acarinhada por todos os santiaguenses. Às vezes sentimos um afastamento e era bom que todos apoiassem. A banda é de todos e com toda esta história é de acarinhar e preservar”, conclui. 


 




OUTRAS
S. TIAGO DE RIBA-UL
11-7-2017»  Pró-Outeiro faz visita guiada a Estrutura Residencial
13-6-2017»  SANTIAGUENSE QUEREM MISSA TAMBÉM NO OUTEIRO
15-5-2017»  JOVENS ORGANIZARAM FESTA PARA SENIORES
2-5-2017»  Seniores indignados fazem ‘manifestação’
11-4-2017»  41 anos de crescimento sustentado
11-4-2017»  Setor da construção dá sinais de melhorias
11-4-2017»  Cheto com “crescimento galopante”
11-4-2017»  Trinta anos ao serviço das empresas
11-4-2017»  A fábrica mais antiga de camisas do país
11-4-2017»  “A Sociedade de Riba-Ul está mais competitiva”



PESQUISA





REDACÃO:
Edifício Rainha, 8º Piso
3720-232 Oliveira de Azeméis


CONTACTOS:
Telf: 256 04 98 90 * Fax: 256 04 62 63
Tlm: 939628533


Horário Atendimento: 2ª a 6ª - 9:00h / 18:00h
email: geral@correiodeazemeis.pt


Todos os direitos reservados, 2017