FUNDADO EM 05 DE OUTUBRO DE 1922

DIRETOR
ANTÓNIO MAGALHÃES

SUB DIRETOR
EDUARDO COSTA


18-4-2017,
> Foram escolhidos os melhores entre os melhores
Músicos oliveirenses revelaram os seus talentos

Concurso de Instrumentos de Sopro ‘Terras da La Salette’ trouxe ao concelho de Oliveira de Azeméis quase quatro centenas de músicos.


Diana Cohen

A XII edição do Concurso Internacional de Instrumentos de Sopro de ‘Terras de La Salette’, que decorreu entre os dias 08 e 11 de abril, chegou ao fim na passada quinta-feira, com a entrega de prémios a 180 músicos, entre os quais, pelo menos, dez naturais de Oliveira de Azeméis.

Este ano, participaram neste concurso 381 concorrentes – 17 dos quais oliveirenses - nos mais diversos instrumentos (flauta, fagote, saxofone, clarinete, oboé, trompete, trompa, trombone tenor, trombone baixo e tuba/bombardino), entre os dez e os 26 anos, divididos em quatro escalões etários (infantil, juvenil, júnior e sénior). Vieram também três participantes de Espanha, dois da Lituânia, um da Polónia e um da Venezuela, tendo as audições sido realizadas no Cineteatro Caracas, na Academia de Música e nas instalações da Escola Soares Basto.

No concerto dos laureados e cerimónia de entrega de prémios, que teve lugar no Cineteatro Caracas, Fernando Ribeiro, que presidiu ao júri de metais e acompanha o concurso praticamente desde o início, destacou o desenvolvimento desta competição, que começou por ser de âmbito local e regional. Realçou ainda que o concurso “serve de trampolim para quem quer ir para o estrangeiro estudar ou concorrer a orquestras”, lançando um apelo para que a iniciativa não “esmoreça”.


Participação é “passaporte” para outros países

O facto de esta edição ter registado uma das maiores participações de sempre levou o  presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis a afirmar que esta é uma “aposta ganha”. “O concurso já faz parte do calendário cultural nacional e internacional e é a afirmação da grande aposta que Oliveira de Azeméis tem na área cultural”, disse Isidro Figueiredo, que considera que este é um dos eventos culturais mais importantes do concelho, não só pela grande quantidade de pessoas que atrai mas também porque se torna um marco na vida dos músicos premiados. “Participar neste concurso significa um passaporte para levarem para outros países”, salientou.

Ao possibilitar a realização deste concurso, “o município demonstra mais uma vez a sua capacidade na promoção da musica ao mais alto nível”, disse, por sua vez, a vereadora da Cultura, Gracinda Leal. “Oliveira de Azeméis continua a afirmar o seu papel de valorização na arte musical, tem demonstrado as suas potencialidade no estímulo dos jovens para o estudo da musica, no despertar de valores e também na aproximação de músicos nacionais e internacionais”, referiu ainda Gracinda Leal. Também o presidente da Federação das Associações do Município de Oliveira de Azeméis (FAMOA), entidade parceira na organização do evento, assinalou que é “um orgulho ver Oliveira de Azeméis ser catapultada através deste concurso”. António Grifo destacou ainda o facto de o concurso ter atraído à cidade centenas de participantes que a encheram de movimento.


 




OUTRAS
19-7-2017»  “OS MOTARDS SÃO UMA FAMÍLIA”
19-7-2017»  “NADA SE REALIZA SE NÃO EXISTIR AMBIÇÃO”
18-7-2017»  FESTAS GRANDES ENCHERAM A VILA
18-7-2017»  MENOS SAL NAS CANTINAS
17-7-2017»  ‘Promessómetro’: 1
17-7-2017»  NAC É CAMPEÃO DE AVEIRO EM VETERANOS
17-7-2017»  “SEMPRE HONREI A CAMISOLA D FUTSAL DE AZEMÉIS”
17-7-2017»  MACIEIRENSE NO PÓDIO DO CAMACHA 2017
17-7-2017»  BURGAYA NA OLIVEIRENSE PARA GANHAR TÍTULOS
17-7-2017»  OLIVEIRENSE APRESENTA-SE COM UMA VITÓRIA



PESQUISA





REDACÃO:
Edifício Rainha, 8º Piso
3720-232 Oliveira de Azeméis


CONTACTOS:
Telf: 256 04 98 90 * Fax: 256 04 62 63
Tlm: 939628533


Horário Atendimento: 2ª a 6ª - 9:00h / 18:00h
email: geral@correiodeazemeis.pt


Todos os direitos reservados, 2017