FUNDADO EM 05 DE OUTUBRO DE 1922





DIRETR
EDUARDO COSTA


16-5-2017,
> Oliveirenses saíram à rua para festejar mais um título nacional
CASA DO BENFICA EM AZEMÉIS FESTOU O TETRACAMPEONATO

Na penúltima jornada da Liga NOS, o Benfica venceu o Vitória de Guimarães e conquistou o tetracampeonato. A festa em Oliveira de Azeméis começou na Casa do Benfica e terminou pelas ruas com a maior concentração a ser, como habitualmente, na rotunda do Rainha.


Ana Catelas

Os festejos do título começaram pouco depois do apito inicial do árbitro no encontro frente ao Guimarães. Cervi abriu logo o marcador a favor do Benfica e daí até final os adeptos festejaram por mais quatro vezes. Na Casa do Benfica de Oliveira de Azeméis, as emoções começaram cedo a serem vividas. Durante a tarde, os adeptos começaram a concentrar-se nesta Casa onde estavam três televisões estrategicamente colocadas para oferecer as melhores condições aos cerca de 200 benfiquistas que ali quiseram assistir ao jogo do título. Por entre tremoços, amendoins e cervejas, os adeptos iam festejando, cantado e esperando pelo final do encontro para extravasarem a euforia. A Direção da Casa do Benfica ainda ponderou colocar um ecrã na rua, mesmo em frente à agremiação, de forma a permitir uma ilimitada afluência de adeptos, mas a ameaça de chuva acabou por impedir esse propósito.

Com o presidente da Casa do Benfica de Oliveira de Azeméis, na Luz, a assistir à vitória do seu clube, Aníbal Fernandes, responsável pelas modalidades desta agremiação, fez o balanço de uma temporada muito disputada e emocionante praticamente até ao final. “Esta festa é o culminar dos bons resultados. Fomos a equipa mais madura e mais equilibrada ao longo da época”, afirmou Aníbal Fernandes, que considera “justa” a conquista do tetracampeonato. O dirigente reconheceu que os adversários “não fizeram com que esta vitória fosse mais fácil” e frisou que apenas na penúltima jornada foi possível encontrar o campeão. “Isso mostra que não foi fácil vencer”, opinou Aníbal Fernandes, que viu a Casa do Benfica ser ‘invadida’ no sábado à tarde por mais de 200 adeptos munidos de cachecóis, bandeiras e camisolas vermelhas vestidas.

“Nota-se que, cada vez mais, a massa benfiquista tem vindo a crescer, os adeptos estão cada vez mais próximo da Casa e isso é muito bom”, referiu Aníbal Fernandes, enquanto tirava dos caixotes as camisolas alusivas ao tetra e as expunha na loja de merchandising no interior da Casa.

“Ganhou a equipa mais regular do campeonato. O FC Porto e o Sporting deram luta, mas o Benfica foi melhor e, por isso, está de parabéns e tem o mérito”, reconheceu um dos adeptos que assistiu ao jogo na Casa do Benfica, Ilídio Silva. “Foi uma época em que andámos sempre a pensar no 36º título e conseguimos. O Benfica é grande e este é um feito justo”, destacou António Quadros, outro adepto que animou a tarde na Casa do Benfica, onde costuma assistir aos jogos do seu clube. “É um sítio onde nos sentimos bem e recebemos toda a gente, não só os benfiquistas, e respeitamo-nos uns aos outros”, disse aquele adepto.

Para o contabilista da Casa do Benfica, Paulo Silva, a época desportiva foi “muito boa”. Contudo, o dirigente reconhece que, em termos de adeptos presentes na Casa, a temporada passada foi, de longe, superior. “Este ano tivemos menos gente talvez porque os adeptos passaram por uma fase em que desacreditaram do título”, referiu Paulo Silva.

Depois do final do jogo, todos os caminhos foram dar à rotunda do Rainha, o habitual palco dos festejos em Oliveira de Azeméis. Aqui, por entre cânticos, festejos e carros a acelerar às voltas na rotunda, os apoiantes foram adiantando os seus ídolos na equipa e os jogadores mais determinantes para a conquista deste feito único no clube da Luz. Lindelof foi o jogador eleito para um adepto de 11 anos que assistia à festa junto ao Rainha. Outro fã exibia a camisola do Salvio, mas apontou Pizzi e Ederson como jogadores decisivos. Rui Vitória também foi apontado por alguns adeptos como uma ‘peça’ fundamental na conquista deste feito. “Provou que não precisamos do Jesus para sermos campeões”, apontou outro adepto, que defende a continuidade quase obrigatória de Jonas e Raul Jimenez para a próxima temporada.

Em breve, a Casa do Benfica vai organizar um jantar aberto a todos os benfiquistas para festejar a conquista deste título e o ex-jogador do clube, Mantorras, deverá estar presente.



 




OUTRAS
18-9-2017»  PASSEIO A FÁTIMA REUNIU 600 SENIORES
18-9-2017»  ALUNOS DE BIOLOGIA E GEOLOGIA CONHECERAM A ISLÂNDIA
18-9-2017»  CÂMARA APOIA ASSOCIAÇÕES COM MEIO MILHÃO DE EUROS
18-9-2017»  MILHARES CELEBRARAM A PAZ, A ARTE E A CULTURA
18-9-2017»  Open Azeméis é o ITF Future mais importante do país
18-9-2017»  CDC apresentou equipa para a época de estreia no futsal
18-9-2017»  Cesarense volta a vencer
18-9-2017»  Macieirense entra a perder no campeonato
18-9-2017»  Cesarense vence e espreita a liderança
17-9-2017»  "SALVARAM A VIDA DO MEU PAI"



PESQUISA




Estatuto Editorial O Correio de Azeméis, no cumprimento duma obrigação legal, renova o conteúdo do seu Estatuto Editorial, na mesma linha que orientou as décadas que leva de publicação ininterrupta, de colocar os verdadeiros interesses do con­celho de Oliveira de Azeméis como sua prioridade inquestionável, não se misturando com os interesses de grupos, nomeadamente políticos. O Correio de Azeméis renova o com­promisso de respeitar os princípios deontológicos da imprensa e a ética profissional, de modo a não poder prosseguir apenas fins comerciais, nem abusar da boa fé dos leitores, encobrindo ou detur­pando a informação.




REDACÃO:
Edifício Rainha, 8º Piso
3720-232 Oliveira de Azeméis


CONTACTOS:
Telf: 256 04 98 90 * Fax: 256 04 62 63
Tlm: 939628533


Horário Atendimento: 2ª a 6ª - 9:00h / 18:00h
email: geral@correiodeazemeis.pt


Todos os direitos reservados, 2017