FUNDADO EM 05 DE OUTUBRO DE 1922





DIRETOR
EDUARDO COSTA


18-5-2017,
> Alteração na rua General Humberto Delgado
Sentido de trânsito pode voltar atrás

Isidro Figueiredo admitiu que a alteração da postura de trânsito na Rua General Humberto Delgado “não foi uma boa solução” e não rejeita a possibilidade da rua, em frente à Escola Soares Basto, voltar a ter a circulação que tinha inicialmente.


Ana Catelas

O presidente da Câmara Municipal admite a possibilidade da circulação na Rua General Humberto Delgado voltar ao que estava inicialmente antes da alteração da postura de trânsito o ano passado. Isidro Figueiredo reconheceu que o sentido que está atualmente “não é funcional nem prático”. “Não sou técnico, mas confesso que não gosto daquela solução e admito voltar atrás”, afirmou o autarca acerca deste assunto debatido tanto na reunião de Câmara pública como na Assembleia Municipal. Isidro Figueiredo reconheceu que, na zona do quiosque, o estrangulamento da via não permite o fluxo de trânsito e dificulta a manobra a carros maiores. “Já pedi que os serviços se pronunciem em relação a isto e podemos rever a situação e voltar ao sentido que estava inicialmente”, salientou o presidente do município, defendendo que o “problema tem de ser rapidamente resolvido”.

Ainda na reunião de Câmara, o socialista Joaquim Jorge chamou a atenção para a necessidade de algo ser feito nas ruas pedonais para evitar que as lojas continuem a fechar. “É uma zona histórica muito pequenina, mas é a que temos e temos de a potenciar. Há um conjunto de estabelecimentos a fechar e, assim, a zona histórica perde capacidade de atrair pessoas”, alertou Joaquim Jorge, frisando que é para esta “sala de visitas da cidade” que o “investimento público deve ser concentrado”. Na opinião da oposição, o mobiliário urbano das ruas pedonais dever ser “repensado” e deve ser dada “mais dignidade” a estas duas vias, sugerindo um programa de dinamização do comércio.



 




OUTRAS
15-1-2018»  Os mais de 2017
15-1-2018»  Aposta na inovação e qualidade elogiada pelos oliveirenses
15-1-2018»  Obras na Quinta do Barão continuam
15-1-2018»  Nogueira do Cravo respira teatro em janeiro
15-1-2018»  Amor à camisola e união antes do ‘ataque’ da ATEC
15-1-2018»  Ricardo Tavares é o novo presidente da Concelhia do PSD
15-1-2018»  “A violência nunca é uma forma de amar”
15-1-2018»  Sérgio Martins apresenta o ‘Homem + Forte de Portugal’
15-1-2018»  “Perdemos demasiado tempo a fazer estudos”
15-1-2018»  ACD Azagães celebrou duas décadas de vida



PESQUISA




Estatuto Editorial O Correio de Azeméis, no cumprimento duma obrigação legal, renova o conteúdo do seu Estatuto Editorial, na mesma linha que orientou as décadas que leva de publicação ininterrupta, de colocar os verdadeiros interesses do con­celho de Oliveira de Azeméis como sua prioridade inquestionável, não se misturando com os interesses de grupos, nomeadamente políticos. O Correio de Azeméis renova o com­promisso de respeitar os princípios deontológicos da imprensa e a ética profissional, de modo a não poder prosseguir apenas fins comerciais, nem abusar da boa fé dos leitores, encobrindo ou detur­pando a informação.




REDACÃO:
Edifício Rainha, 8º Piso
3720-232 Oliveira de Azeméis


CONTACTOS:
Telf: 256 04 98 90 * Fax: 256 04 62 63
Tlm: 939628533


Horário Atendimento: 2ª a 6ª - 9:00h / 18:00h
email: geral@correiodeazemeis.pt


Todos os direitos reservados, 2018