FUNDADO EM 05 DE OUTUBRO DE 1922

DIRETOR
ANTÓNIO MAGALHÃES

SUB DIRETOR
EDUARDO COSTA


10-7-2017,
Basquetebol> Massagista oliveirense, José França, comemora dez anos ao serviço da Seleção
“NA SELEÇÃO? NEM QUE SEJA A ACARTAR SACOS”

José França comemora este ano uma década ao serviço da Seleção Nacional de basquetebol como massagista e técnico de equipamentos. Este oliveirense confessa-se orgulhoso por este feito e recorda momentos ligados ao desporto. Passou por várias modalidades, mas foi ao basquetebol que se rendeu.


Ana Catelas

Para este oliveirense e homem do desporto, como o próprio se considera, representar a equipa das quinas é um “orgulho muito grande”. Ao longo destes dez anos, foram “muitos sonhos concretizados, muitas alegrias e muito conhecimento de basquetebol”. José França recorda a primeira vez que foi convidado para acompanhar os trabalhos da Seleção Nacional e, desde logo, mostrou-se disponível para o fazer. “Eu disse nem que seja a acartar sacos, porque é um orgulho muito grande representar a Seleção Nacional, seja ela qual for”.

É com emoção que José França continua a falar de basquetebol, uma modalidade que abraçou já há várias décadas e depois de ter experimentado outras, sempre como massagista. Sempre em Oliveira de Azeméis, José França esteve no andebol, kickboxing, atletismo e futsal, equipas há muito extintas, e passou também pelo hóquei em patins e pela formação do futebol da Oliveirense, onde, sempre que é necessário, continua a dar uma ‘mãozinha’. Até que foi no basquetebol da Oliveirense, onde é massagista e auxiliar técnico, que se fixou.

José França já viveu momentos altos e momentos baixos na Oliveirense e num jogo conseguiu acumular esses dois sentimentos, que o marcaram até hoje. “Foi quando ganhámos a última Taça da Liga (2005/2006), em Almada, e soubemos que o basquetebol sénior ia acabar na Oliveirense”, recordou o massagista, frisando que, nessa altura, “provámos que o basquetebol não devia acabar”.

Em relação à temporada passada na Oliveirense, José França faz um balanço positivo e recorda que “não é por acaso” que a equipa, pelo segundo ano consecutivo, se classificou no terceiro lugar do campeonato. Um ponto alto que destaca da última época foi a subida à primeira divisão da equipa sénior  femininado basquetebol da Oliveirense. “Foi muito marcante, foi muito bom para elas, que não foram muito apoiadas esta temporada. Espero bem que não deixem morrer esta equipa”, pediu o massagista para quem o basquetebol é “tudo na vida”.

Este mês, José França já está novamente ao serviço da equipa das quinas, que se encontra em estágio, no Luso, com vista à pré-qualificação para o Campeonato do Mundo de 2019, que se disputa no mês de agosto. “É mais um ano a vestir a camisola da Seleção, a representar o país, a cidade de Oliveira de Azeméis e a Oliveirense”, reconhece o massagista, que regista já duas participações em campeonatos da Europa (2007 e 2011) e considera que este será um feito difícil de igualar.



 




OUTRAS
19-7-2017»  “OS MOTARDS SÃO UMA FAMÍLIA”
19-7-2017»  “NADA SE REALIZA SE NÃO EXISTIR AMBIÇÃO”
18-7-2017»  FESTAS GRANDES ENCHERAM A VILA
18-7-2017»  MENOS SAL NAS CANTINAS
17-7-2017»  ‘Promessómetro’: 1
17-7-2017»  NAC É CAMPEÃO DE AVEIRO EM VETERANOS
17-7-2017»  “SEMPRE HONREI A CAMISOLA D FUTSAL DE AZEMÉIS”
17-7-2017»  MACIEIRENSE NO PÓDIO DO CAMACHA 2017
17-7-2017»  BURGAYA NA OLIVEIRENSE PARA GANHAR TÍTULOS
17-7-2017»  OLIVEIRENSE APRESENTA-SE COM UMA VITÓRIA



PESQUISA





REDACÃO:
Edifício Rainha, 8º Piso
3720-232 Oliveira de Azeméis


CONTACTOS:
Telf: 256 04 98 90 * Fax: 256 04 62 63
Tlm: 939628533


Horário Atendimento: 2ª a 6ª - 9:00h / 18:00h
email: geral@correiodeazemeis.pt


Todos os direitos reservados, 2017