FUNDADO EM 05 DE OUTUBRO DE 1922





DIRETR
EDUARDO COSTA


11-7-2017, S. ROQUE
S. Roque> Assembleia revela que a freguesia perdeu mais de mil empregos
“DESORÇAMENTAÇÃO DA ZONA INDUSTRIAL É UM CRIME”

Presidente da Junta considera que a “desorçamentação da zona industrial [pela Câmara Municipal, efetuada no corrente ano] é um crime contra S. Roque”. Amaro Simões acrescentou que “a freguesia está a ser marginalizada” e garante que vai continuar a lutar para que esta se torne uma realidade.


Um momento de fortes declarações marcou a passada assembleia de freguesia de S. Roque, depois de Mário Magalhães, membro da oposição PSD, ter lido uma declaração desta bancada que criou algum constrangimento, relacionada com a desorçamentação, no Plano Plurianual de Investimento da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, da verba para a zona industrial de S. Roque. “A nossa da zona industrial deixou de ser um objetivo do município, infraestrutura tão necessária ao desenvolvimento e garantia do futuro desta terra, que sempre foi um polo da indústria de calçado e moldes, que perdeu mais de mil postos de trabalho nos últimos anos”, disse.

“A desorçamentação da Zona Industrial é um crime contra S. Roque”, declarou o presidente da Junta de Freguesia, Amaro Simões, referindo que, se a marginalização da zona industrial ocorresse por questões partidárias, tal constituiria um ato criminoso. “Se é por parte da cor partidária ou não, não sei. Mas se é, é criminoso”, afirmou.

Amaro Simões focou que esta é uma luta com 20 anos, considerando o impasse, por parte da autarquia, fruto de negligência e não de falta de insistência. “Houve muita insistência da nossa parte, em todas as assembleias municipais falávamos do assunto. Há 20 anos que lutamos por esse espaço, porque a zona industrial está programada, só não está desenvolvida fisicamente porque as infraestruturas necessárias têm de ser desenvolvidas pela Câmara Municipal”, sublinhou.

O presidente declarou ainda que S. Roque é a freguesia “com mais empresas por metro quadrado no município” e “uma das poucas freguesias que não tem a zona industrial desenvolvida”, lamentando que muitos dos empresários que aguardavam pelo projeto tenham entretanto saído de S. Roque e do concelho.


 




OUTRAS
S. ROQUE
5-9-2017»  “QUEREMOS MELHOR QUALIDADE DE VIDA PARA OS SANROQUENSES”
5-9-2017»  AMARO SIMÕES QUER CONTINUAR A SERVIR S. ROQUE
5-9-2017»  BATATAS COM FORMATO ENGRAÇADO SURPREENDEM
11-7-2017»  PROFESSOR DOOU O SEU ESPÓLIO LITERÁRIO À ASSOSIAÇÃO ‘A CHAMA’
26-6-2017»  TEU SPOT: eu Spot: “O CÉU É O LIMITE”
20-6-2017»  HOMENAGEM DA ESCOLA EMOCIONA ÂNGELO AZEVEDO
13-6-2017»  UTENTE DE LAR SOZINHA NO POSTO MÉDICO INDIGNOU
6-6-2017»  JUNTA DE FREGUESIA REQUALIFICA ESPAÇO CENTRAL DE S. ROQUE
9-5-2017»  PENA SUSPENSA PARA MÉDICO
2-5-2017»  Uma escola com dinamismo para potenciar



PESQUISA




Estatuto Editorial O Correio de Azeméis, no cumprimento duma obrigação legal, renova o conteúdo do seu Estatuto Editorial, na mesma linha que orientou as décadas que leva de publicação ininterrupta, de colocar os verdadeiros interesses do con­celho de Oliveira de Azeméis como sua prioridade inquestionável, não se misturando com os interesses de grupos, nomeadamente políticos. O Correio de Azeméis renova o com­promisso de respeitar os princípios deontológicos da imprensa e a ética profissional, de modo a não poder prosseguir apenas fins comerciais, nem abusar da boa fé dos leitores, encobrindo ou detur­pando a informação.




REDACÃO:
Edifício Rainha, 8º Piso
3720-232 Oliveira de Azeméis


CONTACTOS:
Telf: 256 04 98 90 * Fax: 256 04 62 63
Tlm: 939628533


Horário Atendimento: 2ª a 6ª - 9:00h / 18:00h
email: geral@correiodeazemeis.pt


Todos os direitos reservados, 2017