FUNDADO EM 05 DE OUTUBRO DE 1922





DIRETR
EDUARDO COSTA


9-8-2017,
> Aconteceu no início do século XX
A MEMORÁVEL HISTÓRIA DO ‘DEDO DO LADRÃO’

Projetado por Jerónimo Monteiro da Costa, o Parque de La Salette é um ‘ex-libris’ da cidade, um local com 17 hectares de lazer. Nele encontra-se a Capela de Nossa Senhora de La Salette, edificada nos princípios do século XX por António Correia da Silva (projeto de arquitetura), Henrique Moreira (escultura da fachada), e Ricardo Leone (vitrais).


Quando a Comissão Patriótica Oliveirense se organizou em 1909 para transformar num parque o árido e inóspito Monte dos Crastos, tomou também conta da capelinha que aí existia desde 1880. Mas era preciso alguém que ficasse responsável pelo templo e o abrisse quando necessário e a escolha da Comissão Patriótica recaiu num habitante do lugar de Cidacos conhecido pelo ‘Tio Martinho’

Só que o Tio Martinho começou a andar preocupado porque os roubos sucediam-se e não se descobriam os culpados e ficou a guardar a capela durante a noite após as festas. Muniu-se de uma espingarda caçadeira, que lhe emprestaram, e preparou-se para passar lá a noite, acordando entretanto com um barulho. Pegou na arma e disparou, decepando o dedo mínimo da mão direita do assaltante, que viria a confessar que tinha sido ele que, algum tempo antes, tinha roubado o anel e partido o “dedo mínimo da mão direita de Nossa Senhora da La Salette”.


 




OUTRAS
20-11-2017»   Vitinha homenageado pelas duas internacionalizações
20-11-2017»  Oliveirense leva o hóquei às escolas
20-11-2017»  Campeã nacional de regresso
20-11-2017»  NAC apresentou equipas para a época
20-11-2017»  Empenho valeu triunfo
20-11-2017»  Grupo JS disponibiliza autocarro ao Cesarense
20-11-2017»  Cesarense demorou a acertar com a baliza
20-11-2017»  Cesarense acordou na segunda parte
20-11-2017»  Pequenos do Ossela mostram qualidades
20-11-2017»  Loureiro soma oito jogos a ganhar



PESQUISA




Estatuto Editorial O Correio de Azeméis, no cumprimento duma obrigação legal, renova o conteúdo do seu Estatuto Editorial, na mesma linha que orientou as décadas que leva de publicação ininterrupta, de colocar os verdadeiros interesses do con­celho de Oliveira de Azeméis como sua prioridade inquestionável, não se misturando com os interesses de grupos, nomeadamente políticos. O Correio de Azeméis renova o com­promisso de respeitar os princípios deontológicos da imprensa e a ética profissional, de modo a não poder prosseguir apenas fins comerciais, nem abusar da boa fé dos leitores, encobrindo ou detur­pando a informação.




REDACÃO:
Edifício Rainha, 8º Piso
3720-232 Oliveira de Azeméis


CONTACTOS:
Telf: 256 04 98 90 * Fax: 256 04 62 63
Tlm: 939628533


Horário Atendimento: 2ª a 6ª - 9:00h / 18:00h
email: geral@correiodeazemeis.pt


Todos os direitos reservados, 2017