FUNDADO EM 05 DE OUTUBRO DE 1922





DIRETR
EDUARDO COSTA


6-10-2017,
> Júlio Oliveira apresentou o seu segundo livro
“A imaginação é a nossa maior arma”

‘Um balão ao vento, Nada e Pequenas Coisas’, uma obra do escritor sanjoanense Júlio Oliveira, foi apresentada recentemente em Oliveira de Azeméis, na Biblioteca Municipal Ferreira de Castro. Em entrevista nos estúdios da Azeméis FM, o autor explicou que as suas obras nasceram da sua vontade de querer compreender o mundo que o rodeia.


Sob a temática ‘Um escritor apresenta-se…’, Júlio Oliveira deu a conhecer o seu segundo livro ‘Um Balão ao vento, nada e pequenas coisas’, uma publicação da Chiado Editora que foi apresentada no dia 22 de setembro, na Biblioteca Municipal Ferreira de Castro. A obra, explicou em entrevista à rádio Azeméis FM, procura refletir sobre a existência e o propósito do ser humano no mundo. “Considero que este livro faz sentido como uma reflexão séria e pessoal de um conjunto de questões, através da minha vida e das minhas angústias existenciais”, revelou Júlio Oliveira, acrescentando: “Todos nós colocamos questões sobre a vida, sobre Deus, sobre a ciência, sobre o que fazemos aqui, sobre o nosso lugar no mundo e temos muitas respostas prontas, feitas, dadas, embora nenhuma resposta acabada”, afirmou, referindo que o seu livro induz, “fundamentalmente à reflexão”, com uma visão “arrojada” e também acompanhada de um “atrevimento colossal”.

O livro tem sido bem recebido pelo público, afirmou o escritor sanjoanense, que se define como uma pessoa que sempre tentou “compreender e perceber a realidade”. A tinta da caneta ainda não secou para Júlio Oliveira, que trabalha já na elaboração da terceira obra. “A imaginação é a nossa maior arma, uma arma fantástica que todos devemos usar”, sublinhou, deixando o desafio a todas as pessoas que, na sua perspetiva, têm uma visão e um contributo para dar à sociedade. “Cada um de nós tem coisas para dizer e tem perspetivas interessantes se refletir sobre o mundo e o que se passa à nossa volta. É uma obrigação enorme que pende sobre nós, devemos fazê-lo, temos o direito de perceber para onde vamos, de onde vimos, o que é isto, o que é que significa, independentemente da religião ou a ciência nos dar uma perspetiva”, rematou.

Filipa Gomes


 




OUTRAS
11-12-2017»  Cerveja Vadia comemora dois anos de vida
11-12-2017»  Construir o futuro
11-12-2017»  Causa comum
11-12-2017»  Visão de futuro
11-12-2017»  “Sempre sonhei ter uma escola de dança”
11-12-2017»  Há 40 anos a dar o melhor em prol do doente
11-12-2017»  Cheto surpreende Presidente da República
11-12-2017»  Flor de César abre Loja da Igreja
11-12-2017»  Mérito escolar dos alunos reconhecido
11-12-2017»  “Somos um concelho que antecipa o futuro”



PESQUISA




Estatuto Editorial O Correio de Azeméis, no cumprimento duma obrigação legal, renova o conteúdo do seu Estatuto Editorial, na mesma linha que orientou as décadas que leva de publicação ininterrupta, de colocar os verdadeiros interesses do con­celho de Oliveira de Azeméis como sua prioridade inquestionável, não se misturando com os interesses de grupos, nomeadamente políticos. O Correio de Azeméis renova o com­promisso de respeitar os princípios deontológicos da imprensa e a ética profissional, de modo a não poder prosseguir apenas fins comerciais, nem abusar da boa fé dos leitores, encobrindo ou detur­pando a informação.




REDACÃO:
Edifício Rainha, 8º Piso
3720-232 Oliveira de Azeméis


CONTACTOS:
Telf: 256 04 98 90 * Fax: 256 04 62 63
Tlm: 939628533


Horário Atendimento: 2ª a 6ª - 9:00h / 18:00h
email: geral@correiodeazemeis.pt


Todos os direitos reservados, 2017