FUNDADO EM 05 DE OUTUBRO DE 1922





DIRETR
EDUARDO COSTA


13-11-2017,
> São de Carregosa e acreditam que o jovem vai continuar a ser chamado por Fernando Santos
Avós querem Kevin Rodrigues no Mundial da Rússia

Kevin Rodrigues viveu, na passada quinta-feira, um momento especial na sua carreira de jogador de futebol: aos 23 anos, o jogador estreou-se na Seleção Nacional A. Na bancada, o defesa esquerdo teve o apoio de dois adeptos especiais: os avós que o viram, pela primeira vez, jogar ao vivo.


Ana Catelas

Amorosa Rodrigues e Altino Bastos viajaram, na passada quinta-feira, de Carregosa até Viseu para, pela primeira vez, ver ao vivo o neto a jogar futebol. Mas esta não foi a única estreia da noite, já que em campo houve outra: Kevin Rodrigues vestiu a camisola da Seleção Nacional A pela primeira vez e esta estreia não podia ter corrido melhor para o jogador que nasceu em França há 23 anos.
Na manhã do dia seguinte ao jogo frente à Arábia Saudita, Amorosa Rodrigues e Altino Bastos abriram as portas de sua casa, em Carregosa, à nossa reportagem. O casal foi, bem cedo, comprar os três jornais desportivos para ler o que diziam acerca da prestação do neto que jogou os 90 minutos deste encontro de preparação para o Mundial da Rússia. Os avós maternos não podiam estar mais satisfeitos com as notícias que iam lendo, pois, como revelaram, o neto até teve das notas mais altas atribuídas aos jogadores lusos na análise às exibições. “Pelo que vimos, o Kevin tem um futuro bom pela frente. Jogou bem. Não o vi perder uma bola”, garantiu o avô, frisando que apesar de ser “pequenito” até “pinchava mais” que os adversários mais altos. “Esteve sempre no lugar dele, correu até à linha de fundo e cruzou bem”, analisou Altino Bastos, que acredita que o seu neto será um dos eleitos de Fernando Santos para ir ao Mundial na Rússia. “Segundo dizem os jornais, eles estão muito contentes com o Kevin. Ele está preparado para ir à Rússia e eu acho que vai”, antevê o avô.
No Estádio do Fontelo, em Viseu, o casal viu o jogo nos camarotes, logo na cadeira à frente do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, mas os olhares não se desviaram do recinto do jogo a partir do momento em que o neto pisou o relvado. “Estamos orgulhosos. Fiquei contente”, revelou a avó, adiantando que o neto não gosta que a família grite pelo seu nome. “Mas às vezes lá saía um ‘vai Kevin’”, disse Amorosa Rodrigues. Kevin Rodrigues vestiu a camisola de Portugal pela primea vez nos Sub 21 depois de ter vestido a camisola da seleção francesa nas camadas jovens. “O Kevin foi indicado pelo Bruma ao selecionador Rui Jorge e a partir daí não o largaram mais”, explicou Altino Bastos.
Durante o jogo, a avó refere que não conseguiu largar o telemóvel, que não parou de tocar. “Era muita gente a ligar-me a dar os parabéns”.

Férias passadas em casa dos
avós em Carregosa
Os avós maternos de Kevin Rodrigues foram emigrantes em França de onde regressaram há 32 anos. E era no tempo das férias que conseguiam matar saudades do neto, que vinha passar uma temporada a Carregosa, onde se reunia com os primos em casa dos avós. “Eram sete netos aqui a jogar futebol. Partiam-me tudo aqui com a bola”, recorda Amorosa Rodrigues, frisando, contudo, que “ficávamos todos contentes” quando eles chegavam à terra para passar férias. “Eu escondia as bolas, mas eles conseguiam encontrá-las sempre”, acrescentou a avó, que não perde um jogo do neto, que atualmente atua na Real Sociedade, em Espanha, na televisão. Apesar de equipar atualmente de azul e branco, a avó gostava de o ver envergar estas cores, mas cá em Portugal, ao serviço do FC Porto. “Sou portista”, disse logo a avó, antes de fazer a descrição do neto: “É muito educado, muito meigo, não é vaidoso, é simples”.

“Era uma honra receber o Kevin”
“Os avós do Kevin são pessoas de referência na freguesia pela sua boa disposição e o Kevin, mesmo não vindo à terra nos últimos anos, é também uma pessoa muito querida na freguesia. Carregosa tem sido falada devido ao Kevin estar na Seleção Nacional e isso é muito bom, porque eleva o nome da freguesia. Gostava muito que o Kevin tivesse disponibilidade para vir a Carregosa e era uma honra recebê-lo cá. Somos um meio pequenino, mas feito de grandes pessoas”.
Helena Moreira, presidente da Junta de Freguesia de Carregosa

Até Leiria com a esperança de abraçar o neto
Hoje, os avós vão fazer mais uma viagem, desta vez até Leiria, para assistir ao segundo jogo de preparação de Portugal com a esperança de ver, novamente, o neto ser aposta do treinador Fernando Santos. Na bagagem, vai a esperança, desta vez, de abraçar o neto, algo que já não acontece há dois anos, altura em que esteve com ele pela última vez. “Em princípio deve jogar”, diz o avô, defendendo que os jogadores mais velhos devem começar a dar lugar aos jogadores mais novos. “Espero estar com ele, quanto mais não seja quando for buscar os bilhetes”, disse Amorosa Rodrigues, adiantando que contam chegar cedo ao Estádio para tentar vê-lo a sair do autocarro.
Ir à Rússia está fora de questão para os avós. “Nem pensar”, diz a avó, garantindo que vai ser uma telespectadora assídua dos jogos da Seleção no Mundial, independentemente do neto jogar ou não. “Gosto de o ver jogar, mas não percebo nada das regras do futebol”, afirmou Amorosa Rodrigues.


 




OUTRAS
20-11-2017»   Vitinha homenageado pelas duas internacionalizações
20-11-2017»  Oliveirense leva o hóquei às escolas
20-11-2017»  Campeã nacional de regresso
20-11-2017»  NAC apresentou equipas para a época
20-11-2017»  Empenho valeu triunfo
20-11-2017»  Grupo JS disponibiliza autocarro ao Cesarense
20-11-2017»  Cesarense demorou a acertar com a baliza
20-11-2017»  Cesarense acordou na segunda parte
20-11-2017»  Pequenos do Ossela mostram qualidades
20-11-2017»  Loureiro soma oito jogos a ganhar



PESQUISA




Estatuto Editorial O Correio de Azeméis, no cumprimento duma obrigação legal, renova o conteúdo do seu Estatuto Editorial, na mesma linha que orientou as décadas que leva de publicação ininterrupta, de colocar os verdadeiros interesses do con­celho de Oliveira de Azeméis como sua prioridade inquestionável, não se misturando com os interesses de grupos, nomeadamente políticos. O Correio de Azeméis renova o com­promisso de respeitar os princípios deontológicos da imprensa e a ética profissional, de modo a não poder prosseguir apenas fins comerciais, nem abusar da boa fé dos leitores, encobrindo ou detur­pando a informação.




REDACÃO:
Edifício Rainha, 8º Piso
3720-232 Oliveira de Azeméis


CONTACTOS:
Telf: 256 04 98 90 * Fax: 256 04 62 63
Tlm: 939628533


Horário Atendimento: 2ª a 6ª - 9:00h / 18:00h
email: geral@correiodeazemeis.pt


Todos os direitos reservados, 2017