FUNDADO EM 05 DE OUTUBRO DE 1922





DIRETR
EDUARDO COSTA


5-12-2017,
Exclusivo> Teve início em finais de setembro
Estudo sobre Linha do Vouga pronto daqui a um ano

Em finais de julho passado, o Conselho Metropolitano do Porto afirmou ser “expectável” que em setembro ou outubro deste ano o Andante passasse a incluir várias estações da CP, entre as quais Oliveira de Azeméis. Questionada sobre a data prevista para a instalação do Andante, a AMP não respondeu.


Diana Cohen

O estudo para a requalificação da Linha do Vouga deverá estar concluído dentro de um ano, de acordo com a Área Metropolitana do Porto (AMP).
Segundo informações avançadas pelo primeiro-secretário da Comissão Executiva Metropolitana, a ‘Qualificação Urbana do Corredor do Vouga’ foi entregue ao Instituto da Construção da Faculdade de Engenharia do Porto e estudo “encontra-se numa fase muito preliminar”. “A sua finalização está prevista para dezembro de 2018”, uma vez que teve início no final de setembro, adiantou Lino Ferreira.
O Correio de Azeméis questionou ainda a AMP sobre a data prevista para a instalação do sistema Andante na Linha do Vouga, mas não obteve resposta. Recorde-se que, em finais de julho passado, o Conselho Metropolitano do Porto (CmP) afirmou ser “expectável” que em setembro ou outubro deste ano o título de transporte Andante passasse a incluir as estações da CP nos territórios de Entre Douro e Vouga (que engloba Oliveira de Azeméis), Valongo, Paredes e Santo Tirso.
Na altura, Avelino Oliveira, da comissão executiva do CmP, disse que a integração dos serviços da CP - Comboios de Portugal das Linha do Vouga (Espinho/Oliveira de Azeméis), dos Urbanos de Espinho (Silvalde/Paramos), dos Urbanos da Trofa (até Vila das Aves, Santo Tirso) e dos Urbanos de Valongo (até Paredes) estava dependente da aprovação do conselho de administração da empresa e da autorização do Ministério das Infraestruturas.
Avelino Oliveira referiu estão que, no âmbito de uma reunião realizada nesse mês com a CP, a Infraestruturas de Portugal e o TIP - Transportes Intermodais do Porto (responsável pelo Andante), foi estabelecido “um acordo de princípio” para continuar o trabalho desenvolvido até então.
Em resposta ao Correio de Azeméis, Lino Ferreira sublinhou que a AMP “assume como uma das estratégias principais a modernização e requalificação dos meios de transporte instalados na sua área geográfica, a par com o uso das tecnologias de informação e comunicação, para garantir níveis de eficiência e eficácia”.
O estudo que deverá estar pronto dentro de um ano irá desenvolver modelos de modernização do serviço prestado pela Linha do Vouga, “tendo como cenários base a manutenção da bitola, a alteração para a bitola ibérica e em alternativa ao serviço ferroviário um serviço Bus Rapid Transit (BRT)”.
Segundo a AMP, “estes modelos devem ter como referências a integração no Sistema de Transportes Públicos da AMP, a promoção da integração do Zonamento e Sistema Intermodal Andante e dos Planos Estratégicos de Desenvolvimento Urbano (PEDU), que visam a integração da Linha do Vouga nos Suburbanos do Porto da CP, envolvendo os municípios de Espinho, Oliveira de Azeméis, Santa Maria da Feira e S. João da Madeira.


 




OUTRAS
11-12-2017»  Oliveirense não segurou a vantagem
11-12-2017»  Azagães com plano de atividades e orçamento aprovados
11-12-2017»  Boavista mais eficaz em Cesar
11-12-2017»  Oliveirense mais forte no Cenap
11-12-2017»  Correia & Novo tem nova morada que promete voos mais altos
11-12-2017»  Loureiro entregou taça de campeões no jantar de natal
11-12-2017»  Torneio de Xadrez juntou 44 atletas
11-12-2017»  Caminhada de Natal em Cucujães
11-12-2017»  Azagães com plano de atividades e orçamento aprovados
11-12-2017»  Columbófilos veem pombos a morrer e época em risco



PESQUISA




Estatuto Editorial O Correio de Azeméis, no cumprimento duma obrigação legal, renova o conteúdo do seu Estatuto Editorial, na mesma linha que orientou as décadas que leva de publicação ininterrupta, de colocar os verdadeiros interesses do con­celho de Oliveira de Azeméis como sua prioridade inquestionável, não se misturando com os interesses de grupos, nomeadamente políticos. O Correio de Azeméis renova o com­promisso de respeitar os princípios deontológicos da imprensa e a ética profissional, de modo a não poder prosseguir apenas fins comerciais, nem abusar da boa fé dos leitores, encobrindo ou detur­pando a informação.




REDACÃO:
Edifício Rainha, 8º Piso
3720-232 Oliveira de Azeméis


CONTACTOS:
Telf: 256 04 98 90 * Fax: 256 04 62 63
Tlm: 939628533


Horário Atendimento: 2ª a 6ª - 9:00h / 18:00h
email: geral@correiodeazemeis.pt


Todos os direitos reservados, 2017