FUNDADO EM 05 DE OUTUBRO DE 1922





DIRETOR
EDUARDO COSTA


9-1-2018,
> Treinador do Cesarense defende Lameira, mas reconhece “gesto lamentável”
“Devemos refletir para não voltar a acontecer”




Pedro Alves, treinador do Cesarense, estava no túnel de acesso aos balneários quando se deram os confrontos entre os jogadores do Cesarense e do FC Porto e garante ter assistido a tudo, o que agora relata. “Eu vi o Jaques (Cesarense) a descer para o balneário e a ser confrontado pelo guarda-redes suplente do FC Porto (Ricardo Silva), que lhe meteu a mão na cara e o Jaques defendeu-se. Houve troca de agressões entre os dois jogadores e o Jaques foi também agredido pelo avançado do Porto”, explicou o treinador que levou o Cesarense à 1ª Divisão Nacional, lamentando estas situações “que nada dignificam” o futebol. “Condeno a situação e gostava que se falasse mais no jogo em si. A equipa teve um comportamento excelente diante do FC Porto e o que aconteceu no final era evitável. Não devemos procurar culpados, mas sim refletir para não voltar a acontecer”, acrescentou Pedro Alves, que atribuiu os atos de violência a um “acumular de emoções”.
Apesar de considerar um “gesto lamentável”, o treinador do Cesarense sai em defesa do jogador do FC Porto, João Lameira, que agrediu um militar da GNR no final do encontro. “O Lameira foi meu jogador (no Feirense)e ele não é nada daquilo que querem passar. Foi um gesto de desespero ao ver o irmão naquela situação com a GNR”, justificou Pedro Alves, voltando a lamentar que, na comunicação social, se fale apenas neste caso e não na vitória do Cesarense. “O Lameira e os familiares já foram ao posto da GNR de Cesar pedir desculpas ao militar e não merecem ser crucificados desta forma. Foram as circunstâncias do momento. O Lameira tem um futuro brilhante pela frente não deve ser tão veemente condenado por isto”, concluiu o treinador do Cesarense, que confirma que nenhum jogador foi expulso, no final, pela equipa de arbitragem.

Ana Catelas


 




OUTRAS
15-1-2018»  Os mais de 2017
15-1-2018»  Aposta na inovação e qualidade elogiada pelos oliveirenses
15-1-2018»  Obras na Quinta do Barão continuam
15-1-2018»  Nogueira do Cravo respira teatro em janeiro
15-1-2018»  Amor à camisola e união antes do ‘ataque’ da ATEC
15-1-2018»  Ricardo Tavares é o novo presidente da Concelhia do PSD
15-1-2018»  “A violência nunca é uma forma de amar”
15-1-2018»  Sérgio Martins apresenta o ‘Homem + Forte de Portugal’
15-1-2018»  “Perdemos demasiado tempo a fazer estudos”
15-1-2018»  ACD Azagães celebrou duas décadas de vida



PESQUISA




Estatuto Editorial O Correio de Azeméis, no cumprimento duma obrigação legal, renova o conteúdo do seu Estatuto Editorial, na mesma linha que orientou as décadas que leva de publicação ininterrupta, de colocar os verdadeiros interesses do con­celho de Oliveira de Azeméis como sua prioridade inquestionável, não se misturando com os interesses de grupos, nomeadamente políticos. O Correio de Azeméis renova o com­promisso de respeitar os princípios deontológicos da imprensa e a ética profissional, de modo a não poder prosseguir apenas fins comerciais, nem abusar da boa fé dos leitores, encobrindo ou detur­pando a informação.




REDACÃO:
Edifício Rainha, 8º Piso
3720-232 Oliveira de Azeméis


CONTACTOS:
Telf: 256 04 98 90 * Fax: 256 04 62 63
Tlm: 939628533


Horário Atendimento: 2ª a 6ª - 9:00h / 18:00h
email: geral@correiodeazemeis.pt


Todos os direitos reservados, 2018