FUNDADO EM 05 DE OUTUBRO DE 1922





DIRETOR
EDUARDO COSTA


6-2-2018,
> Empresa prepara-se também para inaugurar nova unidade de produção
Caçarola regressa às origens e amplia variedades de arroz

Arroz Carolino Vaporizado, de origem 100 por cento portuguesa e Arroz Negro, originário da China, são as grandes novidades desta empresa que construiu agora também uma nova fábrica para aumentar a produção de ‘snacks’ saudáveis.


Apesar de a sua estratégia assentar numa lógica de desenvolvimento e modernização, a Caçarola regressa agora ao passado, ao relançar o Arroz Carolino Vaporizado – o primeiro que produziu quando, há muitos anos, inaugurou a fábrica que produz este tipo de arroz.
“Como o agulha vaporizado sempre foi o mais utilizado, acabámos por deixar de produzir, mas entretanto surgiu a ideia de voltarmos a relançar o produto, de forma a incentivar o consumo do carolino, que é o típico arroz português e o mais usado na maioria dos pratos portugueses” explicou Joana Marques, filha do proprietário da Caçarola, António Marques, e ligada ao setor de exportação e novos projetos.
A empresa quis dar uma “nova vida e apresentação” a este produto que, acredita, irá fazer sucesso à mesa. “Fizemos uma série de testes e os resultados foram ótimos”, revelou a responsável da empresa Caçarola, a única que em Portugal fabrica este género de produto.
Simultaneamente, a Caçarola tem acompanhado as tendências no consumo, apostando também na alimentação saudável e dietética, destacando, como novidades, um novo arroz integral e o Arroz Negro, este último, originário da China. “Já tínhamos arroz integral, mas era biológico. Aquele que lançámos agora é mais acessível”, explicou Joana Marques. Já o negro é um produto “nutricionalmente fabuloso, com antioxidantes, alto teor de ferro e vitaminas”, salientou.
‘Na moda’ estão também as ‘Crackies’, snacks saudáveis que têm também registado bastante procura. Por este motivo, a unidade criada há seis anos na Caçarola para fabrico destes produtos deixou de ter capacidade para albergar as máquinas e equipamentos que a empresa foi adquirindo, o que justificou a criação de uma nova fábrica. “A fábrica antiga já não estava a ter capacidade para o crescimento que estávamos a ter”, afirmou Joana Marques, avançando que as novas instalações, construídas de raiz, estão praticamente concluídas e deverão entrar em atividade já no próximo mês de março.
Fundada em 1971 por Manuel Valente Marques, a Caçarola é agora gerida pelo filho, António Marques. A matéria-prima é comprada a produtores de todo o país e a empresa exporta, para todos os cantos do mundo, não só arroz, mas também massas, legumes e ‘Crackies’.

Diana Cohen


 




OUTRAS
13-2-2018»  Marionetas deliciaram crianças
13-2-2018»  Escolas vão ter selo de qualidade
13-2-2018»  Previsão de chuva empurra Carnaval para domingo
13-2-2018»  “Com muita humildade, o nosso objetivo é ser campeão de série”
13-2-2018»  Cucujães muito forte impôs goleada
13-2-2018»  “É uma conquista muito importante para nós”
12-2-2018»  “Flávio das Neves é um treinador com experiência”
12-2-2018»  FC Porto põe UDO fora da Taça
12-2-2018»  Oliveirense venceu o FC Porto no prolongamento
12-2-2018»  Taça escapou num jogo muito disputado



PESQUISA




Estatuto Editorial O Correio de Azeméis, no cumprimento duma obrigação legal, renova o conteúdo do seu Estatuto Editorial, na mesma linha que orientou as décadas que leva de publicação ininterrupta, de colocar os verdadeiros interesses do con­celho de Oliveira de Azeméis como sua prioridade inquestionável, não se misturando com os interesses de grupos, nomeadamente políticos. O Correio de Azeméis renova o com­promisso de respeitar os princípios deontológicos da imprensa e a ética profissional, de modo a não poder prosseguir apenas fins comerciais, nem abusar da boa fé dos leitores, encobrindo ou detur­pando a informação.




REDACÃO:
Edifício Rainha, 8º Piso
3720-232 Oliveira de Azeméis


CONTACTOS:
Telf: 256 04 98 90 * Fax: 256 04 62 63
Tlm: 939628533


Horário Atendimento: 2ª a 6ª - 9:00h / 18:00h
email: geral@correiodeazemeis.pt


Todos os direitos reservados, 2018