FUNDADO EM 05 DE OUTUBRO DE 1922





DIRETOR
EDUARDO COSTA


12-2-2018,
Exclusivo > Idosos recordam como viviam o amor antigamente
“O amor é a melhor coisa do mundo”

Para celebrar o Dia dos Namorados, o Correio de Azeméis, a Azeméis FM e a Azeméis TV visitaram a Fundação Manuel Brandão, na vila de Cucujães, para conversar com alguns dos seniores e tentar obter respostas sobre o que é o amor.


Adriana Ribeiro

Numa conversa onde os entrevistados partilharam recordações e conselhos sobre o amor, ficou a mensagem, de quem já viveu várias décadas, de que “o amor é a melhor coisa do mundo”. Para grande parte dos utentes da Fundação Manuel Brandão, o Dia de S. Valentim representa uma data especial. As recordações ganham novas cores e os utentes aproveitam para partilhar os seus ensinamentos, adquiridos com a experiência ao longo dos anos.
A mudança dos tempos trouxe alterações na forma como o amor é vivido e para garantir mais felicidade, Gracinda Martins Barros conta que um dos segredos é ter paciência, pensar bem nos passos seguintes e “ir com calma”.
O respeito é outra das chaves para a felicidade. Capaz de ser demonstrado de muitas formas, o amor, para a utente Emília Gomes Pinho, “dá carinho” e isso “é o que a gente precisa”.
Durante a conversa também se recordaram os primeiros e únicos namoros e as dificuldades em escapar a quem tentava vigiar os jovens casais. Gracinda Barros garante que, apesar de difícil, “fazia sempre alguma coisa”.
Mesmo com as mudanças que o passar dos anos trouxeram e as discórdias que nascem daí, a conclusão principal é a mesma: o amor continua a valer a pena.

-------------

“Quando conheci o meu marido andava no rancho e fui a Oliveira de Azeméis à noite. Nessa altura os pais deixavam-nos andar acompanhados e ele estava lá. Estávamos no coro e ele começa a tocar-me com os pés e eu mandei-o afastar-se, porque ele queria encostar-se. Depois fomos dar uma volta e começámos a gostar um do outro. Foi o primeiro amor, mas eu também não gostava de namorar. Hoje em dia já não é assim, hoje é mais ligeiro”
Maria Madalena Silva

“O amor agora é fazer carinhos, não ser aborrecido para ninguém e nem tratar mal ninguém. Hoje em dia o amor é muito diferente, porque antigamente, à noite, com o sol-posto, as galinhas na capoeira. Não se saía à noite para nada, saía-se para uma festa mas ia-se com a família toda e nunca se dançava”

Josefa Dias Gomes

“No meu tempo não se usava nada disso do Dia dos Namorados, mas era muito diferente. Fazia-se às escondidas, era sempre acompanhada. O meu guarda era o meu falecido avó, parecia um espião. Era difícil fugir porque ele estava sempre ali à tabela, mas quando ele saía um bocadinho, aproveitava a maré. Hoje é um amor muito rápido, depressa se vai tudo. Antigamente lutava-se mais, tínhamos mais cuidado e íamos com mais calma”

Gracinda Martins Barros

“Acho que é mais um dia bonito. O amor é a coisa melhor do mundo porque dá carinho que é o que a gente precisa. Duas coisas que eu amo muito são o carinho e o respeito”
Emília Gomes Pinho


 




OUTRAS
13-2-2018»  Marionetas deliciaram crianças
13-2-2018»  Escolas vão ter selo de qualidade
13-2-2018»  Previsão de chuva empurra Carnaval para domingo
13-2-2018»  “Com muita humildade, o nosso objetivo é ser campeão de série”
13-2-2018»  Cucujães muito forte impôs goleada
13-2-2018»  “É uma conquista muito importante para nós”
12-2-2018»  “Flávio das Neves é um treinador com experiência”
12-2-2018»  FC Porto põe UDO fora da Taça
12-2-2018»  Oliveirense venceu o FC Porto no prolongamento
12-2-2018»  Taça escapou num jogo muito disputado



PESQUISA




Estatuto Editorial O Correio de Azeméis, no cumprimento duma obrigação legal, renova o conteúdo do seu Estatuto Editorial, na mesma linha que orientou as décadas que leva de publicação ininterrupta, de colocar os verdadeiros interesses do con­celho de Oliveira de Azeméis como sua prioridade inquestionável, não se misturando com os interesses de grupos, nomeadamente políticos. O Correio de Azeméis renova o com­promisso de respeitar os princípios deontológicos da imprensa e a ética profissional, de modo a não poder prosseguir apenas fins comerciais, nem abusar da boa fé dos leitores, encobrindo ou detur­pando a informação.




REDACÃO:
Edifício Rainha, 8º Piso
3720-232 Oliveira de Azeméis


CONTACTOS:
Telf: 256 04 98 90 * Fax: 256 04 62 63
Tlm: 939628533


Horário Atendimento: 2ª a 6ª - 9:00h / 18:00h
email: geral@correiodeazemeis.pt


Todos os direitos reservados, 2018