FUNDADO EM 05 DE OUTUBRO DE 1922





DIRETOR
EDUARDO COSTA


12-2-2018,
> Deputados visitam rios Ul, Antuã e Caima para chamar a atenção para o problema
PSD pede intervenção do Governo para despoluição de rios

Os deputados do PSD eleitos pelo círculo de Aveiro visitaram, ontem, as margens dos rios Ul e Caima para testemunharem o cenário de poluição que afeta estas linhas de água. Guiados por elementos da comunidade que estão em contacto permanente com os rios, ouviram-se queixas sobre este problema que afeta o ambiente, a saúde pública e turismo da região.


Adriana Ribeiro

O problema das descargas poluentes nos rios que atravessam o concelho de Oliveira de Azeméis é um tema frequente que tende a acentuar-se com o início da época das chuvas. Quem convive diariamente com a situação relata a presença de grandes volumes de espuma nas águas, águas turvas e cheiros. Apesar das queixas constantes e de intervenções que tentam minimizar os efeitos da poluição, o problema persiste, pelo que a deputada do PSD Helga Correia considera necessária a intervenção das instâncias públicas.
Para além da visita ao Parque Temático Molinológico, em Ul, e às margens do rio Caima, na freguesia de Palmaz, Helga Correia avança que, durante o dia de ontem, deu entrada na Assembleia da República (AR) um projeto de resolução que apresenta um conjunto de ações para a despoluição das linhas de água que atravessam o concelho.
A visita teve como objetivo “dar a conhecer a realidade aos colegas que defendem as questões ambientais na AR e alertar para que todos - cidadãos, empresas e entidades -, olhem para os nossos rios e para o ambiente de forma diferente”, explica a social democrata. Para um retrato fiel da realidade, a visita ao Parque Temático Molinológico foi acompanhada pelo coordenador da associação, Hugo Pereira que apela a que “se faça alguma coisa, independentemente das cores partidárias”. Após constantes denúncias, Hugo Pereira lamenta que estas não tenham surtido efeito.
É com desagrado que o coordenador admite que a poluição tem afetado o turismo do parque, por causar desagrado a quem o visita. “É um problema de saúde pública que é de todos nós”, acrescenta.
Num outro ponto do concelho, na freguesia de Palmaz, a responsável pela unidade hoteleira ‘Hotel Rural Vale do Rio’, Rita Alves, confirma a posição de Hugo Pereira. “Esta poluição é uma constante”, disse, lamentando “a cor do rio”, o “cheiro” e a “espuma”. “Não é agradável nem sequer chegar perto ou usufruir da parte pedonal que envolve este rio”. Para a responsável, as soluções passam por um trabalho de fundo que deve partir de quem gere a poluição “seja ela vinda de ETAR, empresas ou da própria população local”.
No meio turístico em que está inserida, Rita Alves garante que os efeitos da poluição são “extremamente negativos” e relata os vários casos de turistas, quer nacionais quer estrangeiros, que questionam o porquê do estado do rio.
Da parte da comissão do ambiente, o deputado Bruno Coimbra explica que, após a recomendação, o Governo pode ou não solicitar a intervenção da Inspeção-Geral da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território (IGAMAOT), entidade de apoio ao Governo nestas matérias.

“Poluição é uma
preocupação constante”
Para o social democrata Ricardo Tavares, os problemas dos rios do concelho são “uma preocupação constante desde os últimos anos”. Para combater o problema, o vereador da oposição considera que “tem de haver um esforço conjunto, quer das entidades locais, quer nacionais”.
Ricardo Tavares reconhece a importância do investimento realizado pela proprietária das estações de tratamento no sentido de melhorar o tratamento dos afluentes”. No entanto, sublinha a necessidade de uma maior fiscalização e de sensibilizar todos para esta questão. 

 




OUTRAS
13-2-2018»  Marionetas deliciaram crianças
13-2-2018»  Escolas vão ter selo de qualidade
13-2-2018»  Previsão de chuva empurra Carnaval para domingo
13-2-2018»  “Com muita humildade, o nosso objetivo é ser campeão de série”
13-2-2018»  Cucujães muito forte impôs goleada
13-2-2018»  “É uma conquista muito importante para nós”
12-2-2018»  “Flávio das Neves é um treinador com experiência”
12-2-2018»  FC Porto põe UDO fora da Taça
12-2-2018»  Oliveirense venceu o FC Porto no prolongamento
12-2-2018»  Taça escapou num jogo muito disputado



PESQUISA




Estatuto Editorial O Correio de Azeméis, no cumprimento duma obrigação legal, renova o conteúdo do seu Estatuto Editorial, na mesma linha que orientou as décadas que leva de publicação ininterrupta, de colocar os verdadeiros interesses do con­celho de Oliveira de Azeméis como sua prioridade inquestionável, não se misturando com os interesses de grupos, nomeadamente políticos. O Correio de Azeméis renova o com­promisso de respeitar os princípios deontológicos da imprensa e a ética profissional, de modo a não poder prosseguir apenas fins comerciais, nem abusar da boa fé dos leitores, encobrindo ou detur­pando a informação.




REDACÃO:
Edifício Rainha, 8º Piso
3720-232 Oliveira de Azeméis


CONTACTOS:
Telf: 256 04 98 90 * Fax: 256 04 62 63
Tlm: 939628533


Horário Atendimento: 2ª a 6ª - 9:00h / 18:00h
email: geral@correiodeazemeis.pt


Todos os direitos reservados, 2018