Hermínio Loureiro: adeptos devem regressar

Desporto Futebol

Os estádios de futebol e os pavilhões deste país continuam ‘despidos’ de adeptos e Hermínio Loureiro não concorda com a decisão de manter o público longe dos recintos desportivos. Salvaguardando sempre a saúde pública, o comentador defende o regresso dos adeptos às bancadas com regras bem definidas e pede “coerência” das entidades competentes para todas as modalidades. Tendo em conta a situação epidemiológica e a tendência crescente de casos de infeção por Covid-19 em Portugal nos últimos dias não é expectável que o regresso dos adeptos aos estádios de futebol e aos pavilhões desportivos esteja para breve. No programa ‘Desporto em Análise’, na Azeméis FM/TV, o comentador desportivo Hermínio Loureiro defendeu, recentemente, o regresso dos adeptos às bancadas “com regras bem definidas e nunca colocando em causa as questões de saúde pública”. Para o ex-presidente da Liga de Futebol e ex-vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol, o regresso seria possível desde que as pessoas respeitassem as regras de distanciamento e usassem máscara. “São as regras que a DGS determinou, mas precisamos de perceber se há ou não coerência”, afirmou Hermínio Loureiro, dando como exemplo uma prova de hipismo, recentemente com transmissão televisiva, com as “bancadas cheias”. “A DGS disse que não teve conhecimento, mas não é correto que o hipismo possa ter público e outras modalidades estejam a decorrer à porta fechada”, lamentou o comentador, reiterando que “as regras têm de ser bem definidas”. “Se dissessem aos adeptos do desporto que tinham que estar sentados naquele lugar e se algum não se portasse bem era convidado a sair por um steward. Caso não aceitasse essa decisão teria que vir a GNR ou PSP”, sugeriu Hermínio Loureiro antes de refutar as declarações do primeiro-ministro, António Costa, que afirmou que “o nosso comportamento no cinema é muito diferente de quando vamos a um estádio de futebol”. “Cinco mil pessoas num estádio, com capacidade para 30 mil, não vejo problema, mas eu não sou técnico de saúde pública. Dizer que as pessoas não se portam bem é uma falsa questão. O futebol está a ser discriminado”, concluiu o comentador da Azeméis FM/TV.

Partilhar nas redes sociais

PUB
Últimas Notícias
Isabel Costa, presidente da Associação Recreativa e Cultural de S. Roque "A Chama" eme entrevista
10/08/2022
Oliveirense defronta o Barcelos na Elite CUP já com VAR
10/08/2022
Preço dos Combustíveis ponto a ponto
9/08/2022
Simoldes investe no negócio da energia
9/08/2022
XIX Concentração Motard ‘Os Últimos’
9/08/2022
Nossa Senhora de Lourdes voltou a reunir centenas de fiéis
9/08/2022
Nossa Senhora de Lourdes na Quinta da Costeira
9/08/2022
As festas beneficiam a cidade?
9/08/2022
PUB
PUB