Em
Correio de Azeméis

19 May 2022

Jovens fogem do CAF Pinto de Carvalho e sequestram homem em Aveiro

Destaques Casos de Polícia

Menores foram detidas após o grupo ter sido intercetado em Ourique após longa perseguição policial

Duas jovens, que estavam em fuga do Centro de Apoio Familiar Pinto de Carvalho, estiveram envolvidas no sequestro de um homem em Aveiro e foram detidas. No rapto do homem, que andou cerca de 400 quilómetros na bagageira do seu próprio carro, participaram outros dois jovens, um deles conhecido da vítima.

Ana Catelas

Duas jovens, de 16 anos, fugiram do Centro de Apoio Familiar Pinto de Carvalho, na madrugada do passado sábado, e esta terça-feira estiveram envolvidas no sequestro de um homem, de 29 anos, em Ílhavo. A vítima, Fábio Roque, contou, em declarações hoje à TVI, que foi ter com um dos indivíduos seu conhecido, tal como acontecia frequentemente, e que acabou agredido e sequestrado pelo grupo dos quatro jovens (as duas menores e outros dois rapazes de 22 e 23 anos). “Mandaram-me subir até ao último piso (de uma casa abandonada) onde estavam as duas raparigas deitadas nuns colchões. Eles mandaram-nas sair de lá, os dois agarraram em mim, meteram-me ao chão e agrediram-me até quando quiseram. Quando eu estava quase inconsciente, roubaram-me a chave do carro e pegaram em mim e enfiaram-me para a mala do carro”, contou a vítima, que andou cerca de 400 quilómetros na bagageira, desde Ílhavo até Ourique, no Alentejo, onde a viatura foi intercetada por uma equipa da GNR. Isto porque durante o rapto, o homem conseguiu ligar para os pais a avisar que tinha sido raptado e os mesmos apresentaram a queixa na GNR, que encetou as diligências policiais para localizar e intercetar o carro.

Quando intercetados, os quatro raptores foram detidos e a vítima necessitou de assistência hospitalar, tendo sido encaminhada para a unidade hospitalar mais próxima. Os detidos foram conduzidos às instalações da Guarda, tendo sido posteriormente entregues à Polícia Judiciária. Os jovens estão agora indiciados pelos crimes de roubo e sequestro, segundo avança o Correio da Manhã.

O Correio de Azeméis chegou à fala com a diretora do Centro de Apoio Familiar Pinto de Carvalho, Alexandra Vieira Dias, que informou que “a instituição não vai prestar qualquer declaração sobre o assunto”.

Partilhar nas redes sociais

PUB
Últimas Notícias
DIRETO > CARNAVAL DE VERÃO EM PINDELO
26/06/2022
João Paredes despede-se da Oliveirense e ruma ao Feirense
25/06/2022
CONCERTO DA BANDA MUSICAL DE FAJÕES COM 'VOZES DA RÁDIO'
25/06/2022
Maga e Miguel Pinheiro são reforços na Oliveirense
25/06/2022
Daniel Dias é vice-campeão nacional de Contrarrelógio
24/06/2022
Marcelo Marques vai continuar na Oliveirense
24/06/2022
Na área de acolhimento empresarial Ul/Loureiro
23/06/2022
André Martins é o novo treinador do Futsal de Azeméis
23/06/2022
PUB
PUB