144 famílias referenciadas é escasso

Reuniões de Cãmara e Assembleia Municipal Concelho

PSD ABSTEM-SE NA ESTRATÉGIA LOCAL DE HABITAÇÃO

A Estratégia Local de Habitação do concelho de Oliveira de Azeméis foi aprovada, mas com a abstenção dos vereadores da bancada do PSD. Segundo a oposição, o documento “vem muito tarde”, em relação aos municípios vizinhos que já o apresentaram “quase há dois anos”. “O ministro já andou pelo país todo a assinar contratos de financiamento (...) Estamos claramente atrasados (...) Quando há fundos para distribuir, convém não partirmos em último lugar, uma vez que estes se esgotam”, referiu a vereadora Carla Rodrigues (PSD) afirmando que a autarquia terá de trabalhar, agora, em “contra-relógio”.

Inês Lamego (PS) respondeu e considera que o município está “muito a tempo”, referindo que o documento já foi pré-aprovado, de formal informal, pelo Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU) que deu um aval positivo. “Estou em crer que temos um bom diagnóstico e que podemos dar uma reposta positiva aos oliveirenses”, explicou. Apesar da aprovação em reunião de câmara, com a abstenção do PSD, a aprovação formal da Estratégia Local de Habitação carece, ainda, de aprovação em Assembleia Municipal. 
Para além disso, Carla Rodrigues (PSD) questionou o executivo sobre o número de famílias referenciadas a “necessitar de uma habitação mais digna”. São 144, o que para a vereadora é um número que “parece escasso”. “São João da Madeira tem um terço da nossa população e sinalizou perto de 900 famílias”, afirmou a vereadora. O executivo concordou.  
Por fim, a oposição fez referência ao facto de, no documento, não estarem elencadas outras instituições como beneficiárias da estratégia para além da câmara municipal e de algumas famílias. “A lei permite que haja mais beneficiários, por exemplo, as juntas de freguesia e as IPSS’s”, explicou Carla Rodrigues (PSD). Inês Lamego garante que as juntas foram questionadas e contactadas, afirmando que “foram até realizadas reuniões presenciais”, mas relativamante às IPSS’s não respondeu de forma clara. No entanto, deixou em aberto possíveis alterações ao documento: “A estratégia local de habitação pode ser reavaliada de meio em meio ano”.

Partilhar nas redes sociais

PUB
Últimas Notícias
DIRETO > CARNAVAL DE VERÃO EM PINDELO
26/06/2022
João Paredes despede-se da Oliveirense e ruma ao Feirense
25/06/2022
CONCERTO DA BANDA MUSICAL DE FAJÕES COM 'VOZES DA RÁDIO'
25/06/2022
Maga e Miguel Pinheiro são reforços na Oliveirense
25/06/2022
Daniel Dias é vice-campeão nacional de Contrarrelógio
24/06/2022
Marcelo Marques vai continuar na Oliveirense
24/06/2022
Na área de acolhimento empresarial Ul/Loureiro
23/06/2022
André Martins é o novo treinador do Futsal de Azeméis
23/06/2022
PUB
PUB