Em
Correio de Azeméis

27 Jul 2022

Arnette Hallman e André Bessa regressam à Oliveirense

Destaques Desporto Basquetebol

Plantel da equipa que foi bicampeã há três anos tem apenas quatro jogadores assegurados até ao momento

A menos de um mês do início da pré-época, a Oliveirense tem apenas quatro jogadores garantidos no plantel. Arnette Hallman e André Bessa estão de regresso à Oliveirense, Henrique Barros é reforço e João Balseiro é a única renovação até ao momento e pode ser mesmo o único jogador que transita da época passada.

Ana Catelas

A indefinição quanto ao futuro da equipa, precipitada pelos sucessivos adiamentos nas eleições para os novos órgãos sociais, e que acabou com uma troca na liderança diretiva na modalidade, não permitiu acautelar a renovação com os jogadores da última época nem assegurar a contratação dos atletas necessários atempadamente.

Arnette Hallman e André Bessa já estão assegurados no clube de Oliveira de Azeméis. Hallman, que deixou a Oliveirense após se sagrar campeão nacional em 2017/18 para rumar ao Benfica, vê assim concretizada uma vontade antiga de regressar à Oliveirense. Antes de vestir a camisola da Oliveirense pela primeira vez, na temporada 2016/17, o extremo representou o FC Porto, onde conquistou um título nacional e uma Taça da Liga. Este ano, o jogador português, de 34 anos, deixa o Benfica após festejar a conquista do seu terceiro título de campeão. Com formação no Belenenses, Portugal Telecom, Algés e Benfica, Arnette Hallman vestiu também a camisola dos seniores do Belenenses, Breogán (Espanha), Académica, UB Chartres (França) e Sorgues (França) antes de ingressar no FC Porto, Oliveirense e Benfica.

André Bessa também vai voltar a vestir a camisola unionista. O base chegou pela primeira vez à Oliveirense na temporada 2018/19, uma época histórica para o emblema de Oliveira de Azeméis que se sagrou bicampeão nacional. Nessa temporada, Bessa participou em 47 jogos e marcou uma média de 4,6 pontos por jogo. Na época seguinte, o base, de 33 anos, fez apenas 27 jogos e, no final, acabou por sair rumo ao Vitória de Guimarães, onde permaneceu nas últimas duas temporadas.

Já o extremo Henrique Barros vai ser uma estreia na equipa que continua a ser comandada pelo técnico João Figueiredo. O jogador, de 23 anos, representou, nas últimas três épocas, o Esgueira, que deixou agora após a conquista do título da Proliga e da consequente subida ao principal escalão do basquetebol português. No último campeonato, Henrique Barros fez 25 jogos e marcou uma média de 9,5 pontos por jogo.

 

Da última época apenas Balseiro está garantido

O treinador João Figueiredo vai assumir um plantel totalmente renovado na próxima temporada e vai formar uma equipa praticamente do zero, uma vez que até ao momento apenas o base João Balseiro tem a continuidade assegurada. O jogador de 35 anos vai para a sexta época no clube de Oliveira de Azeméis. O base Pedro Catarino ainda está a ponderar o seu futuro, que pode voltar a passar pela Oliveirense, mas ainda não está garantido.

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
39 anos ao serviço da comunidade
30/11/2022
Do assédio moral no trabalho
29/11/2022
Trabalhar Para Mudar
29/11/2022
Politicamente (in)correto
29/11/2022
Construir o futuro
29/11/2022
Contraditório
29/11/2022
Visão de Futuro
29/11/2022
Património (I)material
29/11/2022
PUB