Associação ResGato pede ajuda para evitar fechar portas

Destaques Concelho

As responsáveis pela associação garantem terem sido "apanhadas desprevenidas" quanto a estes valores apresentados pelas clínicas

Em causa está uma dívida de 10 mil euros a clínicas veterinárias

A associação ResGato, de Oliveira de Azeméis, pode ter os dias contados. Em causa está uma dívida inesperada de 10 mil euros a clínicas veterinárias. Numa publicação nas redes sociais, a casa-abrigo de muitos gatos faz um apelo quase desesperado para conseguir ajuda para liquidar aquele montante.

“A equipa da Associação ResGato informa, com muito pesar, que estamos muito, muito próximas do fim”. É desta forma que começa o comunicado da associação nas redes sociais, onde revela o montante da dívida aos veterinários. “O nosso limite físico e psicológico já foi ultrapassado há muito. Somos pessoas de palavra, responsáveis e tentamos sempre pagar tudo a tempo e horas. Tentamos sempre não acumular dívidas e tem sido possível… Até hoje”, pode ler-se ainda na publicação, que revela, nos comentários, prints de duas contas já recebidas - uma de 1700 euros e outra de 1000 euros -, estando em falta outra no total de oito mil euros e que os elementos da associação contam receber durante a próxima semana.

“Fomos completamente apanhadas desprevenidas. Ligaram-nos na semana passada a informar desse montante exorbitante. E agora perguntamos: Como? Onde? Onde vamos arranjar 10 mil euros para pagar tudo aquilo que estamos a dever? Como vamos continuar a ajudar animais?”, questionam as responsáveis pela associação ResGato, adiantando que têm animais “tão especiais” a serem acompanhados num veterinário especialista no Porto. “Temos três gatos a lutar contra a PIF ( Peritonite Infecciosa Felina). Temos o abrigo e famílias de acolhimento cheias de gatos. Não dá. Não dá mais. Estamos desoladas. Em tantos anos de associação é a primeira vez que não estamos a conseguir dar a volta por cima”, refere a publicação na página da associação oliveirense.

“É a primeira vez que realmente não vemos a luz ao fundo do túnel. É a primeira vez que temos uma dívida tão alta. Vamos ter que parar. Não vemos outra solução. Não podemos deixar os nossos trabalhos, os nossos estudos e as nossas vidas para isto. Por favor, ajudam-nos. Isto é um pedido de socorro”, escrevem, desesperadas, as responsáveis pelo gatil.

Na publicação são dadas a conhecer as possíveis formas de ajuda à ResGato. Nib: PT50 0018 0003 5288 9821 0200 8 ou paypal: [email protected] Para ajudas através de mbway, a associação pede que seja enviada uma mensagem privada para a página de Facebook.

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
José Costa, bombeiro oliveirense, homenageado com mérito profissional pelo Rotary Club de Oliveira de Azeméis
28/01/2023
Dois feridos numa colisão em Macieira de Sarnes
28/01/2023
Serginho é reforço e já treina na Oliveirense
27/01/2023
Cesar recebeu torneio de semirrápidas
27/01/2023
Congresso da Indústria de Moldes regressa a Oliveira de Azeméis
27/01/2023
Homem detido por furto em estabelecimentos comerciais
26/01/2023
Inscrições abertas para o 3º “Street Food & Beer
26/01/2023
Miura, jogador de 55 anos, já está em Oliveira de Azeméis
26/01/2023