Em
Correio de Azeméis

27 Jan 2022

Boa réplica da Oliveirense não chegou

Desporto Basquetebol União Desportiva Oliveirense

> Benfica foi mais forte na meia-final da Taça Hugo dos santos

Depois de se terem defrontado no dia 02 de Janeiro, no primeiro jogo sob o comando técnico de João Figueiredo, Oliveirense e Benfica voltaram a encontrar-se, desta feita nas meias-finais da Taça Hugo dos Santos. Desta vez, o encontro foi bem mais equilibrado, com a equipa de Oliveira de Azeméis a discutir a vitória até final e a dificultar, certamente mais do que os adversários esperavam, a tarefa do Benfica.


A formação encarnada entrou melhor no jogo, liderou sempre o marcador no primeiro quarto perante uma Oliveirense mais eficaz da linha dos três pontos e a tentar manter-se na luta pelo resultado. A equipa de João Figueiredo entrou melhor para o segundo período e, com uma defesa mais forte, reduziu para os três pontos de diferença (26-23), estagnando o marcador nestes números durante alguns minutos numa altura em que as duas equipas abusaram dos lançamentos triplos sem sucesso. Com Colter em grande destaque nos derradeiros minutos deste quarto, a Oliveirense passou, pela primeira vez, para a liderança do marcador, mas até ao descanso o Benfica empatou (40-40).
Na etapa complementar, o Benfica foi ganhando vantagem, tirando partido de alguns erros e lançamentos precipitados dos oliveirenses. Dois triplos consecutivos da Oliveirense (João Guerreiro e Willet) colocaram o marcador em 92-87 e ainda fizeram acreditar, mas o tempo já era escasso para evitar a derrota.
Na outra meia-final, o Sporting venceu o FC Porto. Na final, os leões conquistaram o troféu ao vencerem as águias por 66-64.
Ana Catelas

 

 

Benfica, 97
Oliveirense, 91

Benfica: Frank Gains (31), José Barbosa (13), Makram Romdhane (15), João Gomes (9) e Dennis Clifford (2). Jogaram ainda: Broussard (15), Travis Munnings (8), José Silva (2), Hernette Hallman (2). Treinador: Norberto Alves.

Oliveirense: Shaun Willet (22), Derrick Colter (21), Ricardo Monteiro (3), Zane Waterman (22) e João Balseiro (5). Jogaram ainda: João Grosso (4), João Guerreiro (7), Carlos Dotson (4), Pedro Catarino (3), Francisco Albergaria.

Pavilhão Multiusos de Sines.
Árbitros: Sérgio Silva, Pedro Cunha e Bruno Maciel.
Por períodos: 26-19; 14-21; 31-23; 26-28.
Ao intervalo: 40-40.

 

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
Do assédio moral no trabalho
29/11/2022
Trabalhar Para Mudar
29/11/2022
Politicamente (in)correto
29/11/2022
Construir o futuro
29/11/2022
Contraditório
29/11/2022
Visão de Futuro
29/11/2022
Património (I)material
29/11/2022
Então, e a economia?
29/11/2022
PUB