Em
Correio de Azeméis

19 Jan 2022

FERPINTA precisa de bons acessos à ZI de Ul/ Loureiro

Destaques Concelho

ESTÁ PREVISTO INVESTIMENTO DE 60 MILHÕES

A 23 de agosto de 2021, a FERPINTA adquiriu o pavilhão da Wuhan Industries, conhecido pela comunidade como o “pavilhão chinês”, na Área de Acolhimento Empresarial Ul/ Loureiro. Em declarações ao Correio de Azeméis, o administrador da empresa de metalomecânica oliveirense, Fernando Jorge Teixeira, mostrou-se extremamente preocupado com os atuais acessos à zona industrial, assim como a falta de saneamento básico, uma vez que espera gerar, no local, um “fluxo diário de mais de 50 camiões”. “Não é compreensível nos dias de hoje fazer uma zona Industrial sem as respetivas infraestruturas”, referiu o empresário.

mplementação, a FERPINTA pretende investir cerca de 60 milhões de euros e gerar 14 postos de trabalho. Para além da proximidade com o “Porto de Aveiro”, o objetivo do investimento de implementação na AAE de Ul/ Loureiro prende-se com a criação de “novos produtos e o aumento da capacidade atual”, referiu Fernando Teixeira. “Este investimento irá, também, incidir na aposta em tecnologias mais inovadoras e integrá-las nos processos de fabrico, numa abordagem integral do conceito Indústria 4.0, que permite capacitar a empresa das condições necessárias para o desenvolvimento de novos produtos, diferenciados e inovadores”, acrescentou o empresário. 
“A FERPINTA pretende continuar a afirmar-se como uma empresa inovadora no desenvolvimento e na produção de tubos em aço de elevada qualidade, enquanto referência no setor mundial e líder no mercado ibérico (…) A concretização do presente investimento alavancará a empresa no setor da metalomecânica pelo reforço da sua posição de player inovador e pela capacidade de melhorar o seu processo produtivo com a introdução de sistemas avançados de produção e ferramentas pioneiras no setor”, concluiu Fernando Teixeira. 
Recentemente, a FERPINTA ficou a saber que irá receber um crédito fiscal de 4,99 milhões de euros e um apoio a fundo perdido do Compete 2020 de 5,99 milhões, decisão tomada no último Conselho de Ministros de 2021. o incentivo decorre de um investimento de 937 milhões de euros na economia feito em 26 contratos de investimento, um deles a FERPINTA.  

FERPINTA distinguida como melhor empresa no setor da metalomecânica e de equipamentos
A FERPINTA foi distinguida pela revista EXAME com o prémio de melhor empresa no setor da metalomecânica e equipamentos, no âmbito das 500 Maiores e Melhores Empresas em Portugal. Dentro das cinco centenas de empresa a concurso, 17 eram da mesma área de negócio da empresa oliveirense. Apesar dos efeitos pandémicos na economia e no setor empresarial, a FERPINTA apresentou um aumento do volume de negócios e lucros, o que levou à atribuição do prémio. 

QUANTO À LAMA NA ZI DE UL/LOUREIRO
Moradores também mostram desagrado
Para além dos constrangimentos causados aos empresários e colaboradores, a lama no único acesso à Área de Acolhimento Empresarial de Ul/ Loureiro está a provocar diversos constrangimentos, também, aos moradores. A zona está praticamente intransitável há mais de um mês, devido às obras e às condições climatéricas das últimas semanas. 
“Que a câmara não se esqueça de fazer primeiros os acessos em condições para a Zona Industrial de Loureiro, para tirar o trânsito de pesados do meio das casas, que está a prejudicar os moradores e as suas casas”, pode ler-se num comentário de Rosa Pedro, na rede social Facebook do Correio de Azeméis. Andra Monteiro, outra utilizadora da plataforma digital, concordou: “Passo lá todos os dias e a velocidade de alguns condutores de camiões é de lamentar”.
É importante relembrar que a AEE de Ul/ Loureiro está, desde o início de 2021, a ser alvo de uma intervenção profunda em três arruamentos que visa, segundo a autarquia, “qualificar entrada norte da Área de Acolhimento Empresarial, permitindo conferir condições dignas a empresas já instaladas e a potenciar a instalação de futuras empresas”. O investimento está avaliado em cerca de 530 mil euros e duração prevista para a requalificação era de 240 dias (8 meses), mas o período já se estende há 10 meses. 

 

 ACESSO E INFRA-ESTRUTURAS   
Ferpinta preocupada

A zona industrial de Loureiro (AAE Ul/Loureiro) não tem acesso condigno desde o início da sua  utilização. Há mais de cinco anos que ali foi instalada a primeira empresa tecnológica (CHETO). As promessas de rápida resolução por parta da câmara têm sido constantes. A obra custa cerca de meio milhão de euros. Há mais de um ano as obras começaram. E pararam. A lama na extensão de toda a rua não permite a circulação. As fábricas ali instaladas estão sem acesso capaz. Por outro lado, também a população que vive nessa rua tem tido a vida difícil. E perigosa! 
Os empresários estão desesperados. Vários desabafaram essa desilusão na última edição do correio de Azeméis. 
A declaração que, entretanto, nos fez o administrador da FERPINTA, Fernando Jorge Teixeira, é muito elucidativa da preocupação dos empresários. “Estou sim preocupado com o acesso à zona industrial, temos previsto um investimento que vai gerar um movimento diário de 50 camiões, os atuais acessos já são insuficientes”.
Preocupados com a falta de atenção da câmara a um problema que afeta o funcionamento das empresas desta zona industrial.
Em campanha eleitoral o (re)candidato Joaquim Jorge, que ganhou as eleições pelo Partido Socialista, afirmou que as zonas industriais serão uma prioridade do município. Os empresários reclamam o cumprimento dessa e de outras expectativas criadas pelo executivo municipal.
Um acesso capaz e infra-estruturas prometidas e necessárias, como saneamento, à única zona industrial estruturada para esse fim no concelho, respeitando as promessas reiteradamente feitas ao longo dos últimos anos. É o que reclamam com toda a razão os empresários ali instalados e aqueles que decidiram investir naquela AAE, como é o caso da FERPINTA. E de outras empresas que veem naquela área “uma pérola” na região. A excelente localização, a qualidade e extensão 

 

Partilhar nas redes sociais

PUB
Últimas Notícias
UDO/Cerciaz Padel apresentou equipa feminina
21/05/2022
UD Oliveirense é entidade formadora de 4 estrelas
20/05/2022
Jovens que sequestraram homem obrigadas a voltar ao CAF Pinto de Carvalho
20/05/2022
Alunos do CENFIM com título nacional
20/05/2022
Centro de Vacinação de Oliveira de Azeméis tem novo horário
20/05/2022
CD Loureiro é Entidade Formadora 3 estrelas
20/05/2022
Sete atletas individuais recebem apoio da câmara municipal
19/05/2022
UDO/Cerciaz Padel apresentou equipa masculina de +45
19/05/2022
PUB
PUB