Maranata: 33 anos de legado

Freguesias Oliveira de Azeméis

O restaurante Maranata está em Oliveira de Azeméis há 33 anos sob a alçada da gerência atual. As décadas de existência do estabelecimento significam a continuidade de “uma história bonita, muita dedicação e resiliência”. “Sente-se um enorme amor pelo que se faz. É uma vida, pessoas, uma família”, descreveu o filho da proprietária, Joel Ferreira. “O segredo da continuidade é a paixão pelo que fazemos e deixar quem nos visita feliz”, afirmou o filho da proprietária do restaurante Maranata, Joel Ferreira, em declarações ao Correio de Azeméis. “E, claro, continuar um legado enorme deixado pelo meu falecido avô e pela minha avó, ainda presente, com 85 anos. Esteja onde estiver o meu avô, estará feliz pelo que continuamos a fazer”, referiu. São quatro os elementos fixos da equipa Maranata mas, sempre que necessário, Joel Ferreira garante que aparecem mais membros da família para ajudarem, assim como pessoas com quem têm uma relação de confiança. “A equipa é pequena, mas tem de existir amizade, união, companheirismo e ajuda para que tudo funcione bem, que é o que mais desejamos”, realçou. A especialidade do Maranata é a vitela assada, mas o restaurante tem outros pratos típicos como rojões, feijoada, bacalhau frito e bacalhau abafado. Em tempo de pandemia, a gerência familiar adaptou-se ao take-away, uma vez que este método era usado com pouca frequência antes da Covid-19. “Temos trabalhado razoavelmente. Existem dias menos bons, mas faz parte de uma nova realidade. A pandemia agitou muitas famílias”, lamentou Joel Ferreira. “Temos de nos manter firmes para continuar a nossa caminhada”, acrescentou. A reabertura dos restaurantes é desejada pela equipa do Maranata, até porque o take-away “não substitui uma sala”. “Ver a nossa sala vazia sem o calor do cliente e sem uma boa conversa não é igual”, apontou o colaborador, enfatizando a “grande amizade” existente entre a gerência e os clientes. “A maior conquista é continuar a nossa história. Quem sabe, chegar à quarta geração”, refletiu Joel Ferreira. “Outra conquista é continuarmos unidos como família e equipa”, descreveu, sublinhando que vão continuar diariamente “com paixão e sabedoria” para que seja possível ver o cliente “satisfeito” e “com vontade de voltar na próxima”.

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
Macieirense João Almeida é o 5º melhor do país nos 10 mil metros
31/03/2023
Encontrado sem vida homem desaparecido em Cucujães
31/03/2023
ARIEL JÁ VOLTOU PARA CASA!
30/03/2023
67º aniversário das Ceifeiras de S. Martinho de Fajões
30/03/2023
Autoridades e amigos procuram homem desaparecido em Cucujães
30/03/2023
Macieira de Sarnes quer Zona Industrial
29/03/2023
Oliveira de Azeméis irá receber encontro das indústrias metalúrgica e metalomecânica
29/03/2023
‘Festa da Primavera’ chegou a Ossela
29/03/2023
PUB