Em
Correio de Azeméis

14 Aug 2022

Marcar no primeiro minuto e perder aos 90

Destaques Futebol Desporto

Oliveirense entrou a ganhar com golo madrugador mas não evitou derrota ao cair do pano

A Oliveirense entrou no jogo praticamente a vencer com um golo de Michel Lima logo no primeiro minuto do jogo, mas em cima do minuto 90 acabou por sofrer o golo que valeu a derrota na segunda jornada do campeonato. O Vilafranquense já tinha chegado ao empate aos 40 minutos.

A Oliveirense entrou na partida quase a vencer depois de Michel Lima ter aproveitado um erro defensivo de Gabriel Pereira para bater Pedro Trigueira e colocar os visitantes em vantagem quando ainda não estava decorrido o primeiro minuto de jogo.

O tento sofrido fez com que o Vilafranquense assumisse o controlo do jogo em busca do empate, embora o mesmo só tenha chegado em cima do intervalo por intermédio do capitão André Ceitil, que finalizou com sucesso uma excelente jogada ofensiva desenhada à direita do ataque entre Léo Alaba e Edson Farias.

A equipa comandada por Rui Borges entrou melhor na etapa complementar e Nené dispôs de uma boa oportunidade de golo já dentro de área, mas o remate saiu fraco, sendo que, pouco depois, foi o recém-entrado Tipote a assustar com um remate rasteiro para boa defesa de Nuno Silva com os pés. Aos 70', Nené voltou a mostrar falta de assertividade quando já só tinha Nuno Silva pela frente e aos 77 respondeu a formação treinada por Fábio Pereira, com Miguel Pereira a rematar com perigo à entrada da área.

Quando o ritmo de jogo já não fazia antever alterações no marcador, eis que Sangaré, que tinha entrado minutos antes para o lugar de Umaro Baldé, saltou mais alto, após canto à direita do ataque, e completou a reviravolta para os donos da casa, que ainda viram a equipa de Oliveira de Azeméis tentar o empate já num último esforço.

Com este resultado, o Vilafranquense arrecadou o primeiro triunfo no campeonato, depois do desaire na ronda inaugural, ao passo que a Oliveirense averbou a primeira derrota no campeonato, após o triunfo na estreia.

A Oliveirense alinhou com Nuno Silva, Gonçalo Pimenta, Rodrigo Borges, Iago Reis, Zé Pedro, Filipe Alves (Pisco, 76), Ibrahima, Jaiminho (Maga, 76), Duarte Duarte (Miguel Pereira, 60), Lessinho (Obi, 84) e Michel (Serginho, 60).

(Suplentes: Rui Dabó, Miguel Pereira, Marcelo Marques, Lamine, Obi, Pedro Marques, Serginho, Pisco e Maga).

Treinador: Fábio Pereira.

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
Do assédio moral no trabalho
29/11/2022
Trabalhar Para Mudar
29/11/2022
Politicamente (in)correto
29/11/2022
Construir o futuro
29/11/2022
Contraditório
29/11/2022
Visão de Futuro
29/11/2022
Património (I)material
29/11/2022
Então, e a economia?
29/11/2022
PUB